Justiça americana aponta para bancos no escândalo da Fifa

Autoridades americanas ameaçam punir vários bancos por não terem denunciado as atividades suspeitas em contas relacionadas com a Fifa, objeto de muitas acusações de corrupção. Foto: AFP Nicholas Kamm
Autoridades americanas ameaçam punir vários bancos por não terem denunciado as atividades suspeitas em contas relacionadas com a Fifa, objeto de muitas acusações de corrupção. Foto: AFP Nicholas Kamm

Autoridades americanas ameaçam punir vários bancos por não terem denunciado as atividades suspeitas em contas relacionadas com a Fifa, objeto de muitas acusações de corrupção, revelou o jornal Financial Times.

Os bancos americanos JPMorgan, Bank of America e Citigroup, os suíços Credit Suisse e UBS, assim como os britânicos HSBC e Standard Chartered são alguns que estão em conversações com as autoridades americanas como parte da investigação por corrupção contra a Fifa, destaca o jornal inglês.

No caso dos bancos suíços, os investigadores americanos querem informações sobre a Fifa sem os obstáculos das leis sobre sigilo bancário, afirma o jornal, que cita fontes próximas ao caso.

Na acusação divulgada em maio, a justiça americana calculava em 150 milhões de dólares os subornos que circularam na cúpula do futebol mundial desde os anos 1990.

A procuradora-geral americana Loretta Lynch citou recentemente a quantia de 200 milhões de dólares desde 1991.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *