Últimas

Lombadas eletrônicas desligadas até segunda

Os motoristas que pegarem a estrada neste final de semana ainda vão encontrar as lombadas eletrônicas desligadas. A medida tomada pelo Departamento de Estradas e Rodagens, com a finalidade de garantir o fluxo nas principais rodovias do estado durante o feriado de final de ano, entrou em vigor na última quarta-feira e valerá até a próxima segunda, às 5h. As lombadas eletrônicas envolvidas são as seguintes: PE-027 (Aldeia), km 0,7; PE-035 (Itapissuma) km 7,3 e 7,9; PE-060 (Cabo), km 0,1 e 2,5, e (Ipojuca) km16,63. Na BR-232 (Curado) entre os km 6,2 e 9,2, próximo ao Comando Militar do Nordeste.

Apesar da desativação dos equipamentos, os condutores devem ficar atentos às outras regras de trânsito. Patrulhas do BPRV estarão espalhadas pelo estado para garantir a segurança e prudência nas estradas. No Agreste e no Sertão, a abordagem às motocicletas e aos ciclomotores será mais específica. Os veículos são responsáveis pelo maior número de acidentes no interior do estado. O esquema do BPRV será um reforço à Operação Rodovia, da Polícia Rodoviária Federal, que começou no último dia 18 de Dezembro e segue até 14 de fevereiro. A ideia é reforçar a fiscalização durante o período de festas de réveillon, férias escolares e carnaval, para coibir excesso de velocidade, casos de alcoolimia e falta de equipamentos de segurança.

RODOVIÁRIA
Nos últimos momentos de 2016, ainda tinha gente embarcando no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), no bairro do Curado. As 15 empresas que operam na rodoviária vão oferecer até amanhã o reforço de 200 viagens extras. A previsão é de que cerca de 89 mil passageiros passem pelo terminal no período de festas. Para evitar embaraços de última hora, as pessoas devem adquirir os bilhetes com antecedência e chegar no local com uma hora antes do embarque. Os destinos mais procurados foram as capitais dos outros estados do Nordeste.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *