Últimas

Mark Zuckerberg e criador do WhatsApp criticam decisão da justiça do Brasil

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, que comprou o Whatsapp em 2014, usou a rede social para se manifestar contra o bloqueio do app no Brasil. Zuckerberg fez críticas fortes à decisão judicial. “Esse é um dia triste para o Brasil. Até hoje, o Brasil tem sido um aliado em criar uma Internet livre. Os brasileiros sempre estiveram entre os mais apaixonados em compartilhar as suas vozes online”, declarou.O criador e cofundador do WhatsApp, Jan Koum, postou no Facebook uma mensagem em que se diz muito triste com a “decisão míope” do Brasil de bloquear o acesso ao aplicativo por 48 horas. “Estamos desapontados com essa decisão míope de cortar o acesso ao WhatsApp, uma ferramenta de comunicação que muitos brasileiros passaram a depender, e tristes por ver o Brasil se isolar do resto do mundo”, afirmou.

A partir das 23h30, vários usuários reportaram que já estavam sem conexão com o aplicativo. A meia-noite, a maior parte das pessoas “xingava muito no Twitter” por não conseguir se conectar, mesmo utilizando a rede wi-fi. A decisão de bloquear o WhatsApp foi tomada pela Justiça de São Paulo em um processo que corre sob sigilo. As operadoras, por meio do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), confirmaram o recebimento da notificação judicial na tarde desta quarta-feira e cumpriram a decisão, imposta sob risco de multa.

Telegram

Quem ganhou com a decisão foi o aplicativo Telegram, que ganhou mais de 1 milhão de novos usuários brasileiros em menos de quatro horas. Um das características do aplicativo é ter como foco a segurança. Com ele, é possível, por exemplo, abrir chats “secretos”, trocar imagens e vídeos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *