Microsoft é acusada de dar calote em desenvolvedores

Um grupo de desenvolvedores de Toronto teve de expor a Microsoft publicamente para fazer com que a companhia quitasse uma dívida que se arrastava por cinco meses.

Eles desenvolveram uma série de aplicativos chamados Fhotoroom, que estão disponível para Macs, iPhones, Windows Phone e recentemente apareceram no Android. No sistema da Microsoft, o app principal chegava apenas até o WP7 e WP8, e a empresa foi ao Twitter explicar que não criava a versão para Windows 10 por não conseguir receber o que a Microsoft devia.

We have tried to stay silent but the simple reason there is no #W10M app for #fhotoroom is because @Microsoft has not paid us for 5 months.

— Fhotoroom (@Fhotoroom) 8 dezembro 2015

“Tentamos ficar em silêncio, mas a razão simples pela qual não há app do Fhotoroom para W10M é que a Microsoft não nos paga há 5 meses”, acusaram eles. “Quando você recebe dúzias de e-mails diariamente por questionamentos sobre o Windows 10, finalmente parece que essa é a única maneira de comunicar [o que está acontecendo].”

O pessoal do Business Insider conversou com os desenvolvedores, que explicaram ter agido num momento de desespero. “Infelizmente, canais públicos às vezes são a única maneira de fazer com que grandes companhias como [a Microsoft] percebam que um processo interno está falhando.”

A dívida se refere ao repasse de compras feitas dentro dos apps, algo que costuma ocorrer mensalmente. A Microsoft não quis se pronunciar a respeito, mas a Fhotoroom voltou ao Twitter para avisar que o problema foi resolvido.

Looks like all the issues have been resolved with @Microsoft, yay! We can now get busy finishing #W10M again and it will be awesome.

— Fhotoroom (@Fhotoroom) 10 dezembro 2015

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *