Netflix divulga que 91% dos pais brasileiros pretendem passar a virada do ano com os filhos

Animação Peabody e Sherman é destaque de programação infantil no Netflix. Foto: Divulgação
Animação Peabody e Sherman é destaque de programação infantil no Netflix. Foto: Divulgação

O réveillon à la Netflix terá um quê de máquina do tempo. Bem na linha sob demanda, o serviço de streaming anunciou, e lançou, nesta segunda-feira (28), um mimo para a fatia família dos seus 69 milhões de assinantes: uma contagem regressiva personalizada por algumas das estrelas do catálogo – que soma mais de 20 séries infantis originais. O que significa entrar no “3,2,1” para 2016 como, quando, onde e quantas vezes quiser. “Nós queríamos proporciar às famílias a oportunidade de celebrar a noite de ano novo de maneira bem Netflix. É um presente mesmo”, explica Jenny McCabe, porta-voz do serviço para assuntos de Consumo. Os vídeos das contagens foram embasados em uma pesquisa online da SurveyMonkey, com 9.128 responsáveis por pelo menos um filho menor de 12 anos no Brasil, Itália, Espanha, França, México, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália. Quase 97% deles não titubearam em revelar que passarão o réveillon com a família.

“A pesquisa aponta que 91% das famílias brasileiras querem deixar os filhos acordados até a passagem do ano. Fui criada nos Estados Unidos e somos muito mais tradicionais neste ponto, colocando os filhos na cama cedo”, conta Jenny. Depois do Brasil, a Espanha e o México estão empatados no quesito todos dormem tarde. O resultado é que cinco especiais de contagem regressiva entram na grade a partir desta terça, estrelados por Oona e Baba de Puffin Rock, os Ursinhos Carinhosos & Seus Primos, Rei Julien, Project MC2 e Sr. Peabody e Sherman.

Pesquisa
Os pais brasileiros pensam que o réveillon é um momento especial para a família. 63% deles acham que a vantagem de ter uma contagem regressiva sempre disponível é poder comemorar este momento especial em família.

Nos EUA, Reino Unido, Canadá e Austrália, 49% dos pais acham que a contagem  poderia começar às 21h.

Um terço dos pais australianos (33% contra 18% no resto do mundo) admite que também iria dormir depois de dar boa noite aos filhos.

Os pais da Itália (50%) e da França (43%) ficam ansiosos para curtir a noite com seus companheiros após colocar as crianças na cama.

Na Espanha e no México, os pais adoram uma festa e 50% mal podem esperar para se divertir com os adultos após dar boa noite aos filhos
Nos Estados Unidos, os pais já têm um plano: 41% usam ou planejam usar uma contagem regressiva especial para que as crianças durmam mais cedo

No Brasil, 60% dos assinantes assistem à programação infantil regularmente. No outros 68 países do mundo onde há usuários do serviço de streaming, esse índice chega a 50%.

[embedded content] Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *