No Espírito Santo, ato contra Dilma é marcado por baixa adesão

Embora os organizadores do ato em favor do impeachment da presidente estimassem a presença de 100 mil pessoas – mesmo número de manifestantes de 15 de março – em Vitória, contabilizaram a presença de 2 mil manifestantes. A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Espírito Santo (SESP), no entanto, registrou um número ainda menor, de 600 pessoas. O médico Marcelo Pimentel, integrante do movimento, explicou as razões para a baixa adesão.

“Fim de ano, época de férias, shoppings lotados, véspera de Natal. Mas não poderíamos deixar de fazer, já que foi feito no País inteiro. Se só Vitória não participasse ficaria estranho. Independentemente da quantidade, o que importa é manter a ideia de combater o PT e ser a favor do impeachment”, disse.

Mesmo com o sol forte, os manifestantes de Vitória seguiram em passeata vestidos de verde e amarelo, carregando a bandeira nacional. Eles saíram da Praça do Papa às 15h40 com destino a Praia de Camburi, onde encerraram o ato, por volta das 17h.

Vila Velha

Já em Vila Velha, também na Região Metropolitana, os organizadores contabilizaram 1.500 participantes, enquanto a Sesp afirma serem 600. O plano inicial de atravessar a Terceira Ponte, que liga o município à Vitória, para encontrar os demais manifestantes da capital foi frustrado pelo forte calor, segundo Pimentel.

“O calor e a quantidade de pessoas se manifestando não justifica criar um transtorno público, que é fechar a Terceira Ponte, para atravessar uma quantidade pequena de pessoas. Até por questão de respeito cívico”, explicou.

Os manifestantes fizeram então uma caminhada na orla da Praia da Costa, uma das principais da cidade.

Além dos municípios da Região Metropolitana, o movimento contra a presidente Dilma Rousseff convocou a população de outros dois municípios capixabas a irem as ruas. Em Linhares, no Norte do Estado, das 500 pessoas esperadas para as manifestações, apenas 30 compareceram. Em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul, os manifestantes não chegaram a ir ao local combinado.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *