Últimas

Nos EUA, Levy e Lew discutiram orçamento, ajuste fiscal difícil e comércio

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jacob Lew, discutiram a situação macroeconômica do Brasil, o ajuste fiscal, comércio bilateral e investimento em infraestrutura em uma reunião fechada na tarde da segunda-feira em Washington, que também contou com a participação do diretor do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, e do diretor do Banco Central, Tony Volpon, de acordo com comunicado divulgado nesta terça-feira, 8, pelo Tesouro.

Na reunião, um dos pontos foi o ajuste fiscal no Brasil, “com medidas politicamente difíceis, mas necessário para se alcançar crescimento forte, equilibrado e sustentável”, de acordo com o comunicado. Levy fez uma atualização para Lew da situação da economia brasileira, destacando a evolução na votação do orçamento para 2016. O ministro e Lew também discutiram formas de facilitar o financiamento em infraestrutura.

O comércio entre Brasil e EUA foi outro tema das conversas, de acordo com o comunicado. Lew enfatizou que Washington permanece empenhada “em trabalhar em conjunto com o Brasil para ajudar a alcançar um sistema tributário internacional global justo e moderno, e para combater o financiamento ilícito de todas as suas formas”.

Levy disse na segunda à imprensa que há neste momento uma expectativa sobre o desenrolar da política monetária dos EUA, na medida em que podem ocorrer “eventuais ajustes na paisagem financeira a partir de algum movimento” nos juros pelo Fed. O Brasil, afirmou, está reiniciando um “diálogo muito proveitoso” com o Tesouro norte-americano, marcando a volta de uma sequência de conversas que começaram há mais de 10 anos e foram interrompidas. “É uma forma eficaz de se trocar impressões e fazer uma atualização”, afirmou o ministro.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *