Últimas

O iPhone foi a câmera mais utilizada por fotógrafos do Flickr em 2015

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Nesta semana, o Yahoo publicou uma retrospectiva bem interessante do Flickr que mostra alguns números da rede social. E, em 2015, câmeras DSLR da Canon e da Nikon ficaram atrás em uma comunidade de fotografia que tem sido estipulada como uma das mais engajadas globalmente, mas ao que tudo indica as pessoas estão cada vez mais interessadas em capturar imagens com os seus celulares.

De acordo com os resultados apresentados, o iPhone foi responsável por 42% das fotos publicadas no site em 2015, enquanto que a Canon (linha EOS) ficou com 27%, e a Nikon (linha D), por sua vez, foi responsável por 16% das fotos. Esse número fica ainda mais expressivo quando levamos em consideração que o Flickr possui 112 milhões de usuários espalhados em 63 países diferentes, com upload de cerca de 1 milhãoo de fotos por dia.

Os dados, de uma maneira geral, também mostram que os usuários estão tirando e publicando mais fotos com seus smartphones do que com câmeras profissionais ou semi. 39% das imagens publicadas no Flickr foram capturadas por lentes de celulares, enquanto que 31% dos cliques foram feitos por DSLRs.

Neste ponto fica mais que claro que não apenas a mobilidade disseminada pelos celulares mas também a alta qualidade dos sensores de câmera têm sido fatores relevantes na hora de capturar uma imagem. Se, por exemplo, você estiver passando por um lugar e nota algo que pode ser fotografado, você pega o celular e o faz, até porque é muito mais rápido (e prático) que tirar sua DSLR da mochila para fazer o clique.

Não foi revelado publicamente, porém, qual modelo do iPhone foi o mais utilizado pelos fotógrafos do Flickr no ano de 2015, embora seja de se esperar que o impulso causado pelo upgrade no sensor desta nova geração do celular tenha sido um dos principais responsáveis pelos resultados finais.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *