Operação de fim de ano nas rodovias pernambucanas

Durante as blitze, a Polícia Federal disponibiliza um ônibus adaptado para a realização de palestras e vai distribuir material informativo além de realizar testes com o bafômetro. Foto: Paulo Maciel/Detran-PE
Durante as blitze, a Polícia Federal disponibiliza um ônibus adaptado para a realização de palestras e vai distribuir material informativo além de realizar testes com o bafômetro. Foto: Paulo Maciel/Detran-PE

Com o objetivo de reduzir acidentes no período de maior movimento nas estradas, a Polícia Rodoviária Federal iniciou na última sexta-feira a “Operação Integrada Rodovida”. A ação acontece em todo território nacional e vai até 14 de fevereiro acontecendo durante os feriados de fim de ano, férias escolares e Carnaval, quando aumenta o fluxo de veículos nas estradas brasileiras.

A Secretaria das Cidades – Secid, por meio do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN-PE, participa da Rodovida com a Operação Trânsito Seguro – OTS, e educadores de trânsito mostrando sobre os cuidados que devem ser adotados para um trânsito mais seguro. A Polícia Federal disponibiliza um ônibus adaptado para a realização de palestras e vai distribuir material informativo, realizar testes com o bafômetro, além de ações fiscalizadoras, exigindo documentação e equipamentos obrigatórios em automóveis e motocicletas.

A Operação Rodovida é coordenada pela PRF e conta com a participação do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran), Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran), Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), Diretoria de Trânsito e Transportes de Abreu e Lima (DTT), Serviço Móvel de Urgência (SAMU) e órgãos de trânsito municipal.

O principal objetivo da operação é reduzir a quantidade de acidentes graves nas vias públicas, através da integração entre os órgãos de trânsito do País. A Operação Rodovida integra, também, o Pacto Nacional pela Redução de Acidentes, criado em 2011, pela Organização das Nações Unidas (ONU). A meta prioritária desse pacto é reduzir em 50% o número de mortos e de feridos em decorrência de acidentes de trânsito.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *