Últimas

Pernambuco já tem 1.153 casos de microcefalia notificados

Pernambuco foi o primeiro estado a perceber o aumento de casos no país. Foto: Rafael Martins/DP
Pernambuco foi o primeiro estado a perceber o aumento de casos no país. Foto: Rafael Martins/DP

Um novo boletim sobre os casos de microcefalia foi divulgado nesta terça-feira pela Secretaria Estadual de Saúde. Há um mês, Pernambuco decretou situação de emergência devido ao alto índice da malformação. Entre 1 de agosto e 27 de dezembro, foram notificados 1.153 casos. Desses, 426 atendem aos critérios da Organização Mundial de Saúde para microcefalia (perímetro cefálico igual ou menor que 32 centímetros), 89 foram confirmados através de exames de imagem e apenas 42 foram descartados.

Os casos que seguem os critérios da OMS se concentram em 98 municípios com 63,1% dos pacientes do sexo feminino. Entre eles, 419 (98,4%) foram detectados no pós-parto e quatro (0,9%) detectados intraútero. Até o momento, já foram confirmados três óbitos de bebês diagnosticados com microcefalia. Somente entre 2 e 27 de dezembro, foram notificadas 265 gestantes com exantemas e quatro já possuem deteçção de microcefalia intraútero. Em 24,5% das notificações de gestantes, as mulheres residem no Recife.

Para tentar minimizar o impacto do aumento na malformação, no último dia 30, o governo lançou o Plano de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes aegypti e anunciou investimento de R$ 25 milhões. Desde então, a Saúde abriu processo seletivo simplificado para a contratação de mais 23 profissionais para reforçar o trabalho de vigilância epidemiológica no estado. As inscrições seguem até o dia 12. O resultado será divulgado no próximo dia 27.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *