Últimas

Pessoas com deficiência sofrem com a falta de botox na Farmácia do Estado

Estava no cronograma. A segunda-feira, 14 de dezembro, seria data para 11 pessoas com deficiência receberem aplicações de botox no Hospital das Clínicas (HC), no Recife. Pela manhã, o grupo esteve na unidade de saúde e ouviu do neurologista à frente do tratamento que o produto, fornecido pela Farmácia do Estado, não havia chegado. Mesmo com os movimentos físicos limitados, elas decidiram estender o caminho do HC para a Boa Vista. Bateram à porta da farmácia, após caronas ou viagens de ônibus, ouvindo não haver previsão para se adquirir e distribuir o produto. Em outras palavras, o tratamento daquelas pessoas, da Região Metropolitana e Bezerros, estava comprometido. Sandra Macêdo, 42, receberia a terceira aplicação de botox e consequentemente a redução de dores e o controle do excesso de saliva. Desde a dose inicial, segundo sua irmã, Cláudia Macêdo, 47, Sandra melhorou bastante. O mesmo ocorreu com os outros pacientes, com reflexos em movimentos básicos como mastigar e abrir os olhos. A conduta é desumana. Se para o estado o corte nos gastos da farmácia representa equilíbrio orçamentário, para essas pessoas, complicação na saúde.

Retrato da praça

Imagem registrada pelo leitor Genival Paparazzi reforça o que esta coluna denunciou na semana passada: a Praça Solange Pinto Melo, onde fica o Mercado da Madalena, virou acampamento de moradores de rua. Eles cozinham, comem, dormem, lavam e estendem roupas.

Ficou o lixo

A Praça do Entroncamento, nas Graças, amanheceu ontem tomada por lixo. Eram panfletos, garrafas e sacolas plásticas. Os produtos foram distribuídos no domingo por colégios que montaram barracas para dar suporte a estudantes que faziam as provas do Sistema Seriado de Avaliação da UPE.

Casas avançam

Em breve, no atual ritmo das invasões, barracos e quintais estarão colados à linha férrea do Veículo Leve sobre Trilho (VLT), entre as comunidades Sotave e Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes. Imóveis irregulares avançaram mais de três metros dentro da área de segurança da ferrovia.

Estudo prejudicado

O fechamento de vagas de UTI em hospitais públicos, nos últimos meses, acendeu a luz vermelha para os médicos residentes. A reclamação é que isso reduz o acessso do estudante à aprendizagem. Estão certos. Somente no Barão de Lucena, no Recife, e no Miguel Arraes, em Paulista, foram 30 vagas.

Doações em gincana…

Gincana promovida pelo Fórum Estadual de Aprendizagem Profissional na Escola Dom Bosco, no Bongi, arrecadará hoje roupas, alimentos, água mineral e brinquedos. Produtos doados por aprendizes serão para instituições atendidas pela Ação da Cidadania Pernambuco Solidário.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *