Pixel C: tablet com funções híbridas da Google está em fase de testes

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O interessante e ainda misterioso tablet da Google parece ter, finalmente, entrado em seu período experimental interno. Isto significa que os funcionários pré-selecionados pela gigante de Mountain View para ficarem responsáveis pelos testes relacionados aos aspectos do Pixel C já estão com ‘a mão na massa’, a fim de liberar o quanto antes a disponibilidade pública do novíssimo dispositivo portátil da dona do Android. Esta possibilidade foi levantada após o famoso YouTuber Marques Brownlee comentar em seu perfil oficial no Twitter que não havia se esquecido sobre a existência do modelo, sendo respondido por nada mais e nada menos do que o Hiroshi Lockheimer, vice-presidente sênior do desenvolvimento da plataforma do robozinho, além do ChromeCast e Chrome OS.

“Eu imagino se a Google esqueceu-se do ChromeBook Pixel C. Eu não esqueci.”, comenta o baladado produtor de vídeos relacionados ao mercado da tecnologia, com ênfase no mundo mobile. “TSA [Transportation Security Administration — Administração da Segurança do Transporte] aprovou! Estaremos testando [o tablet Pixel C] no vôo!”, responde Hiroshi Lockheimer, publicando a foto do mais recente competidor do iPad Pro e Surface Pro, anunciado formalmente pela Google junto aos novos Nexus. TSA é responsável por permitir — ou não — o envio massivo de unidades de um eletrônico ou item qualquer nos Estados Unidos da América, e sua aprovação revela que a estreia do gadget pode acontecer em breve.

Pixel C seria o motivo da ‘aposentadoria’ dos integrantes pertencentes à linha Nexus de tablets, incluindo uma lista de especificações técnicas deveras atraente, como uma tela de 10,2 polegadas em resolução 2560 X 1880, ligeiramente superior à Quad HD comum, 3 GB de RAM (LPDDR4), chipset NVIDIA Tegra X1, portanto um processador de quatro núcleos e placa gráfica da linha Maxwell, modelos com 32 GB ou 64 GB de memória para o armazenamento interno, sem a possibilidade de expansão via cartão microSD, suporte à conectividade universal USB Type-C, unindo o espelhamento de tela, recarregamento da bateria e sincronização de dados em um único cabo, e o Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional, provavelmente com funções feitas exclusivamente para tablets.

Ao optar pela versão com ‘apenas’ 32 GB de espaço nativo, os consumidores que estiverem interessados no Google Pixel C precisarão desembolsar a quantia de US$ 499 para levar uma unidade para casa, enquanto o modelo mais parrudo, com 64 GB de memória para o armazenamento interno, sai por US$ 599, ou R$ 1.921 e R$ 2.306, usando a cotação atual do dólar como base de conversão e ignorando os impostos cobrados no Brasil. Embora o mesmo pareça ter acabado de entrar em sua fase experimenta, é impossível determinar, no presente momento, quando ele chegará às prateleiras, e há chances até dele nunca desembarcar em território tupiniquim. É válido ficar de olho para mais informações sobre a novidade.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *