Últimas

Policial de Chicago acusado de matar jovem negro diz que não é culpado

Um oficial branco da polícia de Chicago acusado de assassinato em 2014, após matar a tiros um adolescente negro, não se declarou culpado nesta terça-feira.

Jason Van Dyke quer contar o seu lado sobre o que aconteceu para que ele não seja visto como “um assassino a sangue frio”, disse seu advogado, Dan Herbert. Ele acrescentou que considera pedir uma mudança do local do julgamento.

O caso está no Tribunal Penal do Condado de Cook, em Chicago, onde manifestantes organizaram passeatas protestando contra o episódio e como ele vem sendo tratado.

Van Dyke enfrenta seis acusações de assassinato em primeiro grau e uma de improbidade oficial pela morte Laquan McDonald, de 17 anos. A indignação pública foi furiosa desde a divulgação de imagens em vídeo no mês passado onde o oficial aparece atirando 16 vezes contra o jovem negro. Armado com uma faca, McDonald estava se afastando dos policiais quando Van Dyke abriu fogo.

O vídeo provocou dias de manifestações nas ruas e a renúncia forçada do superintendente da polícia Garry McCarthy, além de uma ampla investigação federal sobre direitos civis e as práticas do Departamento de Polícia.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *