Presidente do Conselho de Ética reclama de interferência de Eduardo Cunha

O presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD-BA), reclamou nesta quarta-feira, 9, de interferência do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), nos trabalhos do grupo. Nesta tarde, o relator do processo contra o peemedebista, Fausto Pinato (PRB-SP), foi destituído e integrantes da tropa de choque de Cunha levantaram suspeição sobre Araújo.

“Essa foi uma violência, um acinte ao Conselho de Ética, a nós, deputados. Não se pode se manter num cargo na força, na pressão. Do jeito que as coisas estão, essa Casa vai ter que fechar porque está faltando respeito”, afirmou Araújo.

Questionado diretamente sobre interferência de Cunha na decisão de destituir Pinato em documento assinado pelo primeiro vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), José Carlos Araújo respondeu ironicamente. “Você acha que o vice-presidente da Casa ia escrever uma pérola daquela se não tivesse sido orientado a fazê-lo?”, questionou o presidente do conselho.

Araújo disse que recorreria da destituição em plenário e que pretende conversar com seu escolhido para substituir Pinato ainda nesta noite. O presidente do conselho quer votar o parecer antes do recesso parlamentar, que começa no final da próxima semana. “Aquele que eu achar que vai ser o relator, vou conversar com ele hoje para que ele trabalhe durante a noite e amanhã possa apresentar ou uma complementação de voto ou um novo relatório. Se não der, (apresenta) na próxima terça-feira. Mas temos que tentar votar o relatório ainda este ano”, afirmou o presidente.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *