Quadrilha acusada de desviar dinheiro da saúde é desarticulada no Rio

A Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) desarticulou nesta quarta-feira, 9, uma quadrilha acusada de desviar dinheiro da saúde pública do Rio de Janeiro. A Operação Ilha Fiscal foi feita a partir de uma denúncia do Grupo de Segurança e Inteligência do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) contra fraudes de mais de R$ 48 milhões em recursos públicos, por meio de contratos da Organização Social Biotech Humanas com o município do Rio de Janeiro.

Ao todo, foram denunciadas 37 pessoas que integram a OS, responsável por gerenciar os Hospitais Municipais Pedro II, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio, e Ronaldo Gazolla, em Acari, na zona norte.

Segundo o Ministério Público, foram cumpridos oito mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo Criminal de Santa Cruz. Ainda de acordo com o órgão, foram apreendidos veículos importados, joias, cheques e cerca de R$ 500 mil em espécie, oriundos da prática criminosa, na residência de dois dos presos. Participaram da ação 85 agentes.

Os acusados foram denunciados pelos crimes de peculato e falsidade em organização criminosa. De acordo com a investigação foram realizadas inúmeras compras superfaturadas e pagamentos por serviços não prestados, sempre a cargo de pessoas ligadas ao esquema que, assim, possibilitavam o retorno do dinheiro aos dirigentes da Biotech após saques milionários em espécie.

Segundo a Secretaria de Segurança, foram presos Carlos Eduardo Sabino dos Santos, Eduardo de Moraes Bonifácio, Cristina Izabel Cezário Turatti, Maurílio Turatti, João Mauro Turatti, Wagner Viveiros Pelegrine, Valter Pelegrine Júnior, Bruno Simões Correia. Edson da Cruz Correia está foragido.

Foram apreendidas duas Mercedes, um Porsche, uma Range Rover, um Bentley Cont, uma Ferrari e uma motocicleta BMW. Além de 40 relógios de marcas como Rolex e Mont Blanc e 200 peças de joias. Em espécie, foram apreendidos R$ 1.459.590 , US$ 12.840 e € 11.300.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *