Queda na produção industrial ante outubro/14 é a maior desde abril/09, diz IBGE

A queda de 11,2% na produção industrial em outubro ante igual mês do ano passado é a mais intensa desde abril de 2009, quando houve retração de 14,1% neste tipo de confronto, apontou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando apenas meses de outubro, trata-se da maior queda da série histórica, iniciada em janeiro de 2002.Com o resultado de hoje, a produção chegou a uma queda de 7,8% no acumulado deste ano em relação a igual período de 2014. Também é a maior retração já observada na série do IBGE.

Na comparação com ajuste sazonal, a queda de 0,7% na produção em outubro ante setembro foi a quinta consecutiva. No período, a atividade industrial acumula perda de 5,7%, apontou o IBGE.

Atividades
A queda de 0,7% na produção industrial em outubro ante setembro foi acompanhada por 15 dos 24 ramos investigados pelo IBGE. O maior impacto negativo veio da produção de derivados de petróleo e biocombustíveis, que encolheu 2,7% na passagem do mês, apontou o órgão.

Também tiveram perdas expressivas na produção os segmentos extrativo (-2,0%), de veículos (-3,0%), de equipamentos de informática e produtos eletrônicos (-9,4%) e de perfumaria, sabões e produtos de limpeza (-2,4%). Nesta ordem, eles exerceram grandes impactos no índice industrial.

Entre os desempenhos positivos, destacou-se o setor de produtos alimentícios, cuja atividade teve elevação de 1,7% em outubro ante setembro, apontou o IBGE. Também tiveram aumentos a produção de fumo (3,4%) e o setor de máquinas e equipamentos (0 9%).

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *