Últimas

Recife terá novos eixos de atuação na luta contra as drogas

Nesta terça-feira, a Secretaria de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas do Recife (Secod) fará a implantação de três serviços do eixo de prevenção ao uso de drogas na cidade: o Recife Previne – unidades móveis, o Usina Cultural e o Formação Comunitária (Foco). O lançamento oficial está marcado para as 16h, na sala de monitoramento da Prefeitura do Recife (9º andar).

O Recife Previne é um serviço itinerante voltado a ações efetivas de prevenção ao uso/abuso de crack e outras drogas. Ele será feito através de seis unidades móveis. A partir de ações educativas, ele vai utilizar metodologias artísticas e lúdicas para promover os direitos e qualidade de vida da população. Dentre as atividades realizadas pelo Recife Previne – unidades móveis estão mostras de filmes e vídeos que abordem o tema de forma lúdica; intervenções teatrais; distribuição de folders e cartazes informativos; oficinas socioeducativas e rodas de diálogos que abordem a prevenção às drogas.

O Usina Cultural, que tem o objetivo de formar adolescentes e jovens de 12 a 29 anos de idade que estejam vivenciando problemas relacionados ao uso de drogas na perspectiva da redução de danos, também será reforçado. Dentro da programação, haverá as seguintes oficinas: artes cênicas, artes plásticas, audiovisual, música e de redução de danos. Ainda haverá atividades esportivas e montagem e apresentação musical e teatral. O Usina Cultural também está sendo executado em parceria com ONGs, coletivos e universidades. A meta é atender 150 usuários por semestre.

Por sua vez, o Formação Comunitária pretende formar agentes multiplicadores nas seis regiões administrativas da capital para sensibilizar e conscientizar pessoas quanto aos riscos e agravos decorrentes das drogas, garantindo a prioridade para a convivência familiar, social e comunitária. Com o lançamento do edital, o Foco, que já vem sendo desenvolvido pela Secod nas comunidades, vai ampliar os serviços, aumentando assim o número de profissionais habilitados para ministrar as formações e adquirindo material personalizado para os cursos de formação. Cada curso é realizado em três módulos, contemplando as seguintes temáticas: Aspectos gerais das drogas; Prevenção às drogas e outros cuidados e Fortalecendo coletivos. A meta é capacitar 1 mil agentes multiplicadores por semestre.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *