Últimas

Rede e PSOL protocolam na PGR pedido de afastamento de Cunha

Siglas alegam que ele usa presidência da Casa para barrar investigações. Conselho de Ética deve analisar processo sobre Cunha nesta quinta.

 

O PSOL e a Rede protocolaram nesta quarta-feira (9) uma representação na Procuradoria Geral da República pedindo o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência daCâmara. Os dois partidos alegam que Cunha está usando o cargo para atrapalhar investigações sobre ele próprio em curso na Casa.

O documento, de mais de 20 páginas, contém denúncias de procedimentos adotados por Cunha que, segundo os deputados, são incompatíveis com a função de presidente da Câmara.  A representação, assinada por oito parlamentares, foi recebida pela subprocuradora geral da república Ela Wiecko.

Também nesta quarta o Conselho de Ética da Câmara tentará votar, após cinco adiamentos, o relatório pelo prosseguimento do processo sobre Cunha. O presidente da Casa é acusado de quebra de decoro parlamentar por ter supostamente mentido à CPI da Petrobras em março, quando disse que não tinha contas no exterior.

O deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) citou o fato de nesta terça-feira o presidente da Câmara ter permitido a eleição de uma chapa alternativa para a comissão que vai analisar o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para Alencar,  há a necessidade de pôr “limite” às “manobras” de Cunha.

“Eduardo Cunha usa um conjunto de procedimentos que deslustram o parlamento, degenera a representação política e só servem à  auto defesa do deputado, que usa a presidência da Câmara para obstruir a Justiça”, afirmou Alencar.

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), também assinou o documento.”Pedimos à PGR que diante dos últimos acontecimentos, inclusive, a abertura do processo de impeachment após quatro horas de saber que tinha perdido  maioria [dos votos] no Conselho de Ética, que isso leve em consideração para que ele [Cunha] seja imediatamente afastado”, afirmou Molon.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *