Romance de escritor pernambucano vai virar filme

Cultura PE/Divulgação
Cultura PE/Divulgação

O premiado romance de estreia do pernambucano Marcelino Freire, Nossos ossos (Record, 2013), vai ganhar adaptação para o cinema. Ontem, o escritor deu a notícia por meio do perfil no Instagram, ao assinar contrato com Eliane Ferreira, da Muiraquitã Filmes. No enredo da ficção, um dramaturgo resgata no necrotério o corpo de um michê, em São Paulo, e providencia a transferência do corpo para o interior de Pernambuco. 

Nascido no Sertão de Pernambuco e radicado no coração de São Paulo há mais de duas décadas, Marcelino se consagrou com as narrativas curtas. No apagar das luzes de 2013, no entanto, lançou o sétimo livro, um romance.

O drama é centrado na saga de um dramaturgo recifense que se muda para a capital paulista em busca de reconhecimento profissional e de um amor. Em grandes jorros, repleto de vírgulas e quase sem pontos, o texto acompanha o retorno do homem ao estado natal após ter perdido o namorado, contraído Aids e se envolvido com um garoto de programa, que acaba de morrer. Desenganado, o personagem quer trazer de volta a Pernambuco o corpo do michê e se matar.

A história é crua, cinematográfica, vibrante. Construída entre dois universos tão familiares ao escritor pernambucano, onde a ficção abraça a realidade, a narrativa não é autobiográfica, mas “autopornográfica”, como prefere Freire. Muitas das situações ficcionais foram adaptadas de episódios vividos por ele ou por amigos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *