Rússia celebra Tolstói com leitura pública de 'Guerra e Paz' de quatro dias

Léon Tolstoï trabalha em seu escritório, na cidade russa de Iasnaia Poliana. Foto: INTERCONTINENTALE/AFP
Léon Tolstoï trabalha em seu escritório, na cidade russa de Iasnaia Poliana. Foto: INTERCONTINENTALE/AFP

Mais de mil pessoas, anônimas ou celebridades, começaram hoje a ler o longo romance “Guerra e Paz”, do escritor russo León Tolstói, uma leitura que será transmitida ao vivo por rádio, TV e internet e que irá durar 60 horas.

A leitura começou às 10h locais (05h de Brasília) e durará quatro dias, anunciaram os organizadores.

Um total de 1.300 artistas, políticos ou atletas junto a cidadãos anônimos participam da leitura em russo dos quatro volumes deste monumento da literatura russa, divulgada pelo site voinaimir.com.

A leitura, organizada no âmbito do “Ano da Literatura” na Rússia, é realizada em teatros, museus ou locais evocados por Tolstói em seu romance de trinta cidades em toda a Rússia.

“Tolstói une nosso país, tanto quanto a fronteira ou a moeda nacional”, comentou Fekla Tolstaia, bisneta do escritor e inspiradora do projeto, à agência de notícias Ria-Novosti.

Escrito entre 1863 e 1869, “Guerra e Paz” é o primeiro grande romance de Tolstói, no qual evoca a guerra patriótica de 1812 contra a invasão napoleônica através da vida de várias famílias da nobreza russa.

Além de Moscou e São Petersburgo, várias grandes cidades da Rússia, como Nijni Novgorod e Kazán (no Volga), Ekaterinburgo e Omsk (Ural), também participam desta maratona literária inédita, indicou o canal de televisão Rossia-Koultoura.

Também serão realizadas leituras em Paris, Viena, Pequim e Washington, indicaram os organizadores.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *