Últimas

Sambista da Vila Isabel é assassinado no Rio de Janeiro

O compositor Izainaldo Vieira Leonel, de 54 anos, um dos autores do samba-enredo de 2016 da Escola de Samba Unidos da Vila Isabel, foi assassinado na manhã desta quinta-feira, na porta de casa, na Rua Petrocochino, em Vila Isabel, na zona norte da cidade. A via é um dos acessos ao Morro dos Macacos, e os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade foram procurados após os disparos, mas encontraram Izainaldo sem vida.

De acordo com nota da Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte. “A perícia do local foi realizada, e o corpo encaminhado ao IML [Instituto Médico-Legal]. Parentes do compositor e testemunhas do fato estão prestando depoimento. Agentes estão em diligências na busca de informações e imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a identificar a autoria do crime”, informa a nota.

A escola de samba divulgou nota de pesar e está de luto pela morte do sambista, que é um dos maiores vitoriosos da história da Vila Isabel, com 13 samba-enredo escolhidos pela escola. “A dor é profunda, indescritível, e nos solidarizamos com a família. A lembrança que sempre teremos é a deste sorriso feliz e apaixonado, de parceiro de todas as horas, de um humilde e grandioso vencedor, de um grande homem, cuja vida toda foi talhada pelo amor à nossa Vila Isabel”.

O enredo da agremiação para o próximo ano homenageia o político Miguel Arraes, com o tema Memórias de Pai Arraia – Um sonho pernambucano, um legado brasileiro, desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Souza. O samba-enredo foi composto por Martinho da Vila, André Diniz, Mart’nália e Arlindo Cruz, além de Leonel.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *