Últimas

Scott Weiland morreu de overdose de drogas e álcool

Scott Weiland foi vítima de uma overdose de drogas e de álcool, relata um informe forense divulgado ontem. Foto: Getty/AFP/Arquivos Larry Busacca
Scott Weiland foi vítima de uma overdose de drogas e de álcool, relata um informe forense divulgado ontem. Foto: Getty/AFP/Arquivos Larry Busacca

O cantor Scott Weiland morreu no início de dezembro, aos 48 anos, vítima de uma overdose de drogas e de álcool, relata um informe forense divulgado ontem.

Em diferentes ocasiões, Weiland, que fez parte de grupos como os Stone Temple Pilots e o Velvet Revolver, admitiu ter problemas com drogas.

“Faleceu devido a uma mistura tóxica de drogas”, informou, em nota, a perícia do condado de Hennepin, em Minnesota (norte), onde foi encontrado morto em 3 de dezembro, quando estava em uma turnê.

No corpo do cantor, foram encontrados cocaína e MDA, um estimulante que circula amplamente nas boates, assim como restos de etanol, possivelmente do licor consumido. O médico legista concluiu que a morte foi acidental.

Durante toda sua carreira, Weiland lutou contra seu vício nas drogas, como crack e heroína, assim como o álcool, um fato que complicou sua relação com os outros membros do grupo. Recentemente, chegou a declarar que conseguiu superar seu vício em heroína.

Depois de sua morte, várias personalidades do mundo do rock homenagearam Weiland e destacaram seu talento.

Weiland formou os Stone Temple Pilots com um grupo de amigos há mais de duas décadas, e o primeiro álbum do grupo grunge, “Core”, chegou às lojas em 1992.

Com “Purple”, chegou ao primeiro lugar nas paradas nos EUA.

Em 2003, uniu-se ao Velvet Revolver, mas deixou a banda em 2008 por conflitos pessoais.

Weiland deixa dois filhos com sua primeira mulher, Mary Forsberg. Em 2013, casou-se com a fotógrafa Jamie Wachtel.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *