Últimas

Sociedade dará período de 'benevolência' a eventual governo Temer, avalia Andrade

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, afirmou nesta quarta-feira que a sociedade brasileira vai ser benevolente com o vice-presidente Michel Temer (PMDB), caso ele assuma, em um eventual impedimento da presidente Dilma Rousseff pelo Congresso.

“Se, por acaso, tiver o impeachment e o vice-presidente Michel Temer assumir, tenho certeza que vai ter um período de graça e benevolência da sociedade brasileira, que vai dar um prazo, acreditando que ele vai fazer as reformas e mudanças necessárias”, afirmou Andrade, em coletiva de imprensa. “Acho que esse período não vai ser longo. O povo não está tendo muita paciência”, completou.

Andrade afirmou que, depois da análise do processo, se a presidente for “absolvida”, ela terá mais força para terminar seu mandato. “Acredito nisso: ela deve ter um aval para tomar as decisões que o País precisa para sair dessa situação”, afirmou.

Segundo Andrade, a CNI não fechou um posicionamento sobre a permanência da presidente no cargo, mas defende que o processo de impeachment, considerado “democrático”, seja rápido. “Somos a favor de que esse rito seja seguido o mais rápido possível. Não temos um posicionamento político a favor ou contra o impeachment. O Congresso que tem que fazer esse julgamento, com legitimidade ou não, seguindo o rito do Supremo Tribunal Federal”, avaliou.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *