Últimas

Software da Disney permite alternar entre diferentes expressões faciais de atores

Da Redação do site Tudocelular.com.br

A Disney anunciou que está desenvolvendo uma nova ferramenta que permite aos usuários a possibilidade de modular visualmente as emoções dos atores, aparentemente em tempo real. Isso mesmo, capturando duas imagens, com os atores interpretando de maneiras diferentes em cada uma delas, a empresa mostrou em um vídeo que é possível colocar junto essas diferentes expressões faciais em um único momento da filmagem, sob comando de um diretor que assume os controles do software.

O resultado é a aplicação “FaceDirector”, que parece um tanto bizarra quando vista em ação. No vídeo disponibilizado pela Disney, podemos conferir como os atores podem atuar em uma cena de duas maneiras diferentes – com a mesma fala, porém com expressões faciais distintas. Por exemplo, em um vídeo o ator interpreta o personagem com raiva e em outro, triste. Com o FaceDirector, o diretor pode mesclar essas duas expressões a seu bel prazer, e fazer com que o personagem tenha a expressão raivosa ou triste em qualquer momento da fala.

Confira o vídeo, que tem diversos exemplos:

[embedded content]

Um dos exemplos mais impressionantes (aos 5:00 minutos do vídeo) é quando o diretor decide alternar diversas vezes entre duas expressões faciais muito distintas, em um curto espaço de tempo. Além disso, o software também pode corrigir diferenças entre palavras ditas entre as duas gravações.

A utilidade dessa ferramenta é bastante óbvia. Com ela, os diretores da Disney serão capazes de gravar os atores em diferentes possibilidades de interpretação e depois mudar as emoções do personagem depois que uma cena for filmada em algumas tomadas.

Isso parece uma trapaça, mas pense em quantas tomadas são gravadas em um único dia apenas porque o ator não consegue demonstrar certa emoção em um ponto específico da cena. Com a ferramenta, todas as gravações podem ser aproveitadas, obtendo-se os momentos em que foi feito o melhor pelos atores em cada uma delas.

Resta saber agora quais serão os limites da nova tecnologia e até onde os programadores serão capazes de permitir a manipulação de emoções. Haveria limites éticos para a profissão nesse sentido?

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *