Últimas

Sport vence a Ponte Preta e fecha com chave de ouro 4ª melhor campanha do clube na Série A

ALAN MORICI

Campanha em 2015 só não foi melhor que a do título nacional, em 1987, e os 5º lugares, em 1985 e 2000

O Sport fechou a Série A com chave de ouro. Mesmo sem apresentar muita disposição ao longo da partida disputada na tar, o Leão jogou o suficiente para vencer a Ponte Preta, na tarde deste domingo, no estádio Moisés Lucarelli. O gol solitário de Diego Souza, que deu a segunda vitória do time fora de casa na competição, levou os rubro-negros aos 59 pontos, na 6ª posição, sacramentando a quarta melhor campanha do clube na história da Série A – e a melhor desde que o Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos. O Sport ficou a apenas três pontos do São Paulo, equipe que fechou o G4 e a última a obter a vaga à Libertadores.

Campanha leonina em 2015 só não foi melhor que a do título nacional, em 1987, e os 5º lugares, em 1985 e 2000. Com a 6ª colocação, o Sport garantiu uma premiação de R$ 1,4 milhões, além da pré-vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem, inserido como o “Brasil 1” – o que, na teoria, pode garantir um confronto contra uma equipe mais frágil na fase nacional do torneio.

O jogo

Ponte Preta e Sport fizeram um primeiro tempo morno. Pelo lado rubro-negro, quase congelando. Mesmo com um time recheado por reservas e sem qualquer grande pretensão nesta última rodada da Série A, a Ponte Preta começou o jogo pressionando o Leão. Perderam duas grandes chances, aos 7 e aos 10 minutos. Na primeira, Leandrinho escorou livre cruzamento de Cristian e, com o gol vazio, mandou para fora. Depois, foi a vez de Durval parar na jogada pedindo falta. Alexandro foi esperto, tomou a bola e passou para Leandrinho. Dessa vez, o atacante parou em grande defesa de Danilo Fernandes.

Em clima de férias, o Sport aos poucos foi equilibrando a partida. Primeiramente, corrigindo o buraco pelo setor esquerdo, onde a Ponte Preta construía todas as jogadas. Sem Rithely, Wendel e Marlone, a equipe demorou a se encontrar no seu meio de campo. Por muitas vezes, Durval tentou a ligação direta da defesa para o ataque. Sem sucesso. Na única boa jogada trabalhada, Diego Souza tabelou com André. O atacante saiu na cara do gol e, no arremate, foi travado e ficou reclamando de penalidade, aos 18 minutos. A etapa foi finalizada pelo árbitro pontualmente aos 45 minutos, tamanha era a sonolência em sua reta final.

O segundo tempo começou no mesmo ritmo: lento. Sem muitas emoções. Monotonia quebrada com um gol anulado de Tiago Alves, da Ponte Preta, que teve o impedimento assinalado aos 10 minutos. O Leão, que até então só assistia o adversário, chegou pela primeira vez aos 15 minutos. E abriu o placar de cara. Durval dessa vez acertou o lançamento. Diego Souza dominou com categoria, ganha a disputa com a zaga e mandou para as redes.

O jogo melhorou. Aos 22, o Diego Souza serviu André. O atacante tocou na saída do goleiro, mas Jeferson salvou praticamente em cima da linha. A partir de então, o Sport se fechou mais na defesa. A partida ficou mais truncada. E o Leão segurou bem a vantagem no placar fechando o campeonato com mais uma vitória.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0
João Carlos; Jeferson, Tiago Alves, Fábio Ferreira e Gilson; Josimar e Marcos Serrato; Clayson, Cristian (Keno) e Leandrinho (Adrianinho); Alexandro.
Técnico: Felipe Moreira.

SPORT 1

Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Ronaldo, Neto Moura (Ewerton Páscoa), Diego Souza, Danilo (Samuel) e Elber (Maikon Leite); André.
Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas.
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ-FIFA).
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Corrêa (RJ-FIFA) e Fábio Pereira (TO-FIFA).
Gols: Diego Souza (16’ do 2ºT) (SPT).
Cartões amarelos: Cristian, Alexandro e Marcos Serrato (PON); André e Elber (SPT).
Público – 2.542.
Renda – R$ 37.660,00.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *