Últimas

Star Wars, o despertar da força desbanca dois filmes da saga

Novo filme se passa trinta anos depois de O retorno de Jedi. Foto: Disney/Divulgação (Novo filme se passa trinta anos depois de O retorno de Jedi. Foto: Disney/Divulgação)
Novo filme se passa trinta anos depois de O retorno de Jedi. Foto: Disney/Divulgação

Filme mais esperado do ano de 2015, Star wars – O despertar da força desconhece barreiras. Entre outras conquistas, tornou-se o longa com maior arrecadação no mundo no fim de semana de estreia (venceu Jurassic world), bateu recorde do primeiro dia de exibição nos Estados Unidos e, agora, superou a marca de dois predecessores da saga, o Episódio III: A vingança dos Sith e o Episódio II: O ataque dos clones. Em números: faturou US$ 391,1 milhões (R$ 1,541 bilhão) contra, respectivamente, US$ 380,3 milhões (R$ 1,5 bilhão) e US$ 310 milhões (R$ 1,2 bilhão) – e a arrecadação bruta despreza a correção inflacionária entre as produções.

Estúdio Disney vai lançar um filme da saga até 2020

O impacto do filme sobre o cinema norte-americano e mundial também levou a uma revisão inédita na lista de indicados de uma das tradicionais premiações da indústria. O Critic’s Choice Awards, concedido pelos críticos norte-americanos, decidiu tardiamente incluir o longa-metragem entre os concorrentes a Melhor Filme da edição de 2016.

Confira os horários dos filmes em cartaz

A relação havia sido divulgada três dias antes da estreia de Star wars e desconsiderou o filme dirigido por J.J. Abrams. Depois da estrondosa estreia e da aprovação maciça do público, a Broadcast Filme Critics Association revisou os finalistas e colocou a turma do espaço na disputa com outras dez produções.

O Episódio VII da saga se passa trinta anos depois de O retorno de Jedi. No filme, o casal de protagonistas encontra um sabre de luz perdido e faz uma cruzada para devolvê-lo ao dono. O longa ocupa 25 salas nos cinemas do Grande Recife.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *