Últimas

Surto de gripe suína deixa 33 mortos no Irã

Teerã (AFP) – Um surto de gripe suína desatado há três semanas deixou 33 mortos em duas províncias do sudeste do Irã, informou, nesta terça-feira, a agência estatal Irna.

O vice-ministro da Saúde, Ali Akbar Sayyari, destacou que foram reportadas 28 mortes em Kerman e cinco vítimas em Sistão-Baluchistão, advertindo que o vírus H1N1 poderia chegar a outras zonas do país, incluindo a capital, Teerã.

“O ministro da Saúde projeta que o vírus deverá se expandir nos próximos dias até Teerã, a províncias de Azerbaijão no leste e oeste e à cidade de Kermanshah”, destacou.

Cerca de 600 pessoas foram hospitalizadas na província de Kerman desde o início do surto, informou à Irna o diretor do Hospital Universitário da província, Ali Akbar Haghdoost.

“Há três semanas foram encontradas mostras do vírus H1N1 e somos a primeira província a declarar a epidemia”, afirmou Haghdoost.

O especialista pediu que evitassem viajar durante o fim de semana prolongado que começará quinta-feira, com o objetivo de conter a transmissão do vírus.

Em junho de 2009, a Organização Mundial da Saúde declarou uma epidemia do vírus H1N1, depois que um surto que começou no México e Estados Unidos se expandiu a outras regiões.

O alerta foi levantado em agosto de 2010 e deixou 18.500 mortos em 214 países.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *