Últimas

Uber não interferiu em nada nos negócios de táxis, diz estudo

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Na última segunda-feira, 14, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) divulgou um estudo que mostra que a entrada do aplicativo Uber no mercado brasileiro não teve influência significativa para os taxistas. Segundo os resultados da análise, quem passou a utilizar o Uber foram os usuários que fazem parte de uma demanda reprimida, que não utilizava os serviços tradicionais de táxis antes dele.

Foram avaliados estados onde o Uber já atua, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte, e locais em que o serviço ainda não foi regulamentado e nem atua, como Recife e Porto Alegre, durante um período que foi de outubro de 2014 a maio deste ano.

Os resultados obtidos não fornecem qualquer evidência de que o número de corridas de táxis contratadas nos municípios do grupo de tratamento (onde existe Uber) tenha apresentado desempenho inferior aos do grupo de controle (onde não existe). Isso significa que não podemos sequer assumir, até o presente momento, a hipótese de que os serviços prestados pelo aplicativo Uber estivessem no mesmo mercado relevante dos serviços prestados pelo 99taxis e Easy Taxi”

Isso deixa cada vez mais claro que existe espaço para todos e que o Uber não está invadindo o espaço do mercado de táxis. Como informa o Cade, as evidências observadas nos relatórios sugerem que um novo mercado esteja sendo criado com o Uber, embora a tendência seja de que a rivalidade entre os dois serviços continue crescendo, fazendo com que a competição seja elevada – o que é bom para o consumidor, afinal, quanto melhor o serviço, maior o número de usuários para ambos.

No relatório, o conselho mostra que, ao menos por enquanto, o Uber “não “usurpou” parte considerável dos clientes dos táxis, nem comprometeu significativamente o negócio dos taxistas, mas sim gerou uma nova demanda“.

No mês passado, a Superintendência-Geral do conselho abriu um processo contra associações de taxistas que não querem permitir a entrada do Uber no mercado de transporte individual remunerado e afirmou que a empresa deve ser considerada uma concorrente qualquer e deve ser protegida de condutas anticompetitivas.

Sendo assim, já que há espaço para todos, vamos torcer fortemente para que casos de agressão a motoristas do Uber partindo de taxistas sejam, finalmente, encerrados.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *