Venezuela: votação ocorre dentro da normalidade e de maneira calma, diz CNE

A presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Tibisay Lucena, afirmou que a votação para escolha de a nova composição da Assembleia Nacional tem ocorrido dentro da normalidade e de maneira tranquila. De acordo com a dirigente, nenhum dos agentes políticos cometeu excessos até o momento.

Tibisay Lucena afirmou ainda que, no processo de hoje, recebeu menos denúncias que em eleições anteriores, de acordo com comentários feitos após registrar seu voto.

Uma das queixas que a CNE atendeu ocorreu no município de Pedernales, no estado de Delta Amacuro, onde a coordenação da mesa de voto não permitiu a entrada das testemunhas, porque elas não votavam no lugar.

“As testemunhas não precisam votar necessariamente no centro (onde elas são nomeadas). Tudo que elas precisam ter é o crachá. Não importa se elas não votam no centro”, disse a dirigente.

Tibisay Lucena disse que houve um excesso da coordenação do centro de votação. “Isso não está dentro de suas funções. Das mais de 14 mil assembleias de voto, todos estão trabalhando muito bem, sem grandes problemas, vale a pena mencionar”.

Ela afirmou ainda “não existe um código de vestimenta para ir votar. Isso não pode ser um impeditivo para entrar no centro” de votação, ao ressaltar, no entanto, que não se pode utilizar roupas ou acessórios que façam alusão a partidos políticos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *