Últimas

Wagner Moura concorre ao Globo de Ouro com série

Foi divulgada nesta quinta-feira, dia 12, a lista de indicados ao prêmio Globo de Ouro 2016 de televisão e cinema.

O ator Wagner Moura aparece na listagem pela sua atuação no seriado “Narcos”, concorrendo ao prêmio de melhor ator em série dramática.

O brasileiro está disputando o Globo de Ouro com John Hamm, de “Mad Men”, e Rami Malek, de “Mr. Robot”. A série “Narcos”, do serviço de streaming Netflix, também concorre ao prêmio de melhor série dramática.

Na trama baseada em fatos reais, dirigida pelo também brasileiro José Padilha, Wagner Moura interpreta Pablo Escobar, líder do Cartel de Medelín, responsável pela propagação da cocaína nos Estados Unidos e na Europa.

Em entrevista ao site do Globo de Ouro, o ator falou sobre o que aprendeu com essa empreitada. “O que eu aprendi é que assim como Saddam Hussein e Osama bin Laden, essas pessoas são seres humanos. Eles não são aliens. E é um trabalho do ator retratá-los como pessoas. E não importa o quão maus, cruéis ou perversos essas pessoas eram”, disse.

[embedded content]

A cerimônia da premiação acontece no próximo dia 10 de janeiro e será apresentada pelo comediante Ricky Gervais. Confira abaixo a lista de indicados em cada categoria:

Melhor filme dramático

– “Carol”
– “Mad Max: Estrada da Fúria”
– “O Regresso”
– “O Quarto de Jack”
– “Spotlight – Segredos Revelados”

Melhor filme de comédia ou musical

– “A Grande Aposta”
– “Joy: O Nome do Sucesso”
– “Perdido em Marte”
– “A Espiã que Sabia de Menos”
– “Descompensada”

Melhor ator de filme dramático
– Bryan Cranston, “Trumbo: Lista Negra”
– Leonardo DiCaprio, “O Regresso”
– Michael Fassbender, “Steve Jobs”
– Eddie Redmayne, “A Garota Dinamarquesa”
– Will Smith, “Um Homem Entre Gigantes”

Melhor atriz em filme dramático
– Cate Blanchett, “Carol”
– Brie Larson, “O Quarto de Jack”
– Rooney Mara, “Carol”
– Saoirse Ronan, “Brooklyn”
– Alicia Vikander, “A Garota Dinamarquesa”

Melhor ator em filme de comédia ou musical
– Christian Bale, “A Grande Aposta”
– Steve Carell, “A Grande Aposta”
– Matt Damon, “Perdido em Marte”
– Al Pacino, “Não Olhe Para Trás”
– Mark Ruffalo, “Sentimentos que Curam”

Melhor atriz em filme de comédia ou musical
– Jennifer Lawrence, “Joy: O Nome do Sucesso”
– Melissa McCarthy, “A Espiã que Sabia de Menos”
– Amy Schumer, “Descompensada”
– Maggie Smith, “A Senhora da Van”
– Lily Tomlin, “Grandma”

Melhor ator coadjuvante (filme)

– Paul Dano, em “Love & Mercy”
– Idris Elba, em “Beasts of No Nation”
– Mark Rylance, em “Ponte dos Espiões”
– Michael Shannon, em “99 Homes”
– Sylvester Stallone, em “Creed: Nascido Para Lutar”

Melhor atriz coadjuvante (filme)
– Jane Fonda, em “Youth”
– Jennifer Jason Leigh, em “Os Oito Odiados”
– Helen Mirren, em “Trumbo: Lista Negra”
– Alicia Vikander, em “Ex-Machina: Instinto Artificial”
– Kate Winslet, em “Steve Jobs”

Melhor diretor (filme)

– Todd Haynes, em “Carol”
– Alejandro Inarritu, em “O Regresso”
– Tom McCarthy, em “Spotlight – Segredos Revelados”
– George Miller, em “Mad Max: Estrada da Fúria”
– Ridley Scott, em “Perdido em Marte”

Melhor filme estrangeiro
– “Le Tout Nouveau Testament” (Bélgica, França, Luxemburgo)
– “The Club” (Chile)
– “O Esgrimista” (Finlândia, Alemanha, Estônia)
– “Cinco Graças” (França)
– “Son of Saul” (Hungria)

Melhor roteiro (filme)
– “O Quarto de Jack”
– “Spotlight”
– “A Grande Aposta”
– “Steve Jobs”
– “Os Oito Odiados”

Melhor animação (filme)
– “Anomalisa”
– “O Bom Dinossauro”
– “Divertida Mente”
– “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme”
– “Shaun, o Carneiro”

Melhor trilha sonora (filme)

– Carter Burwell, por “Carol”
– Alexandre Desplat, por “A Garota Dinamarquesa”
– Ennio Morricone, por “Os Oito Odiados”
– Daniel Pemberton, por “Steve Jobs”
– “Ryuichi Sakamoto e Alva Noto, por “The Revenant”

Melhor canção (filme)

– “Love Me Like You Do”, em “Cinquenta Tons de Cinza”
– “One Kind of Love”, em “Love & Mercy”
– “See You Again”, em “Velozes e Furiosos 7”
– “Simple Song #3”, em “Youth”
– “Writing On The Wall”, em “007 Contra Spectre”

Melhor série de drama
– “Empire”
– “Game of Thrones”
– “Mr. Robot”
– “Narcos”
– “Outlander”

Melhor série de comédia ou musical
– “Mozart in The Jungle”
– “Orange is The New Black”
– “Silicon Valley”
– “Transparent”
– “Veep”

Melhor minissérie ou filme para TV
– “American Crime”
– “American Horror Story: Hotel”
– “Fargo”
– “Flesh & Bone”
– “Wolf Hall”

Melhor ator em série dramática
– Wagner Moura, em “Narcos”
– Jon Hamm, “Mad Men”
– Rami Malek, em “Mr. Robot”
– Bob Odenkirk, em “Better Call Saul”
– Liev Schreiber, em “Ray Donovan”

Melhor ator em série de comédia ou musical
– Aziz Ansari, em “Master of None”
– Gael García Bernal, em “Mozart in The Jungle”
– Rob Lowe, em “The Grinder”
– Patrick Stewart, em “Blunt Talk”
– Jeffrey Tambor, em “Transparent”

Melhor atriz em série dramática
– Caitriona Balfe, em “Outlander”
– Viola Davis, em “How To Get Away With Muder”
– Eva Green, em “Penny Dreadful”
– Taraji P. Henson, em “Empire”
– Robin Wright, em “House of Cards”

Melhor atriz em série de comédia ou musical

– Rachel Bloom, em “Crazy Ex-girlfriend”
– Jamie Lee Curtis, em “Scream Queens”
– Julia Louis-Dreyfus, em “Veep”
– Gina Rodriguez, em “Jane the Virgin”
– Lily Tomlin, em “Grace and Frankie”

Melhor ator minissérie ou filme para a TV
– Idris Elba, em “Luther”
– Oscar Isaac, em “Show Me a Hero”
– David Oyelowo, em “Nightingale”
– Mark Rylance, em “Wolf Hall”
– Patrick Wilson, em “Fargo”

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV
– Kirsten Dunst, em “Fargo”
– Lady Gaga, em “American Horror Story: Hotel”
– Sarah Hay, em “Flesh & Bone”
– Felicity Huffman, em “American Crime”
– Queen Latifah, em “Bessie”

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV

– Alan Cumming, em “The Good Wife”
– Damian Lewi, em “Wolf Hall”
– Ben Mendelsohn, em “Bloodline”
– Tobias Menzies, em “Outlander”
– Christian Slater, em “Mr. Robot”

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV

– Uzo Aduba, “Orange is The New Black”
– Joanne Froggatt, em “Downton Abbey”
– Regina King, em “American Crime”
– Maura Tierney, em “The Affair”
– Judith Light, em “Transparent”


Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *