Últimas

Arábia Saudita convoca enviado do Irã após reação contra execução de clérigo

A Arábia Saudita afirmou que convocou o enviado do Irã ao país em protesto às críticas de autoridades iranianas contra a execução do influente clérigo xiita Nimr al-Nimr.

Em um comunicado este sábado publicado pela agência Saudi Press, o Ministério de Relações Exteriores descreveu as críticas iranianas como “flagrante interferência” em assuntos internos sauditas.

Mais cedo, o Ministério de Relações Exteriores do Irã já havia convocado o enviado saudita em Teerã para protestar contra a execução do clérigo, que estava entre os 47 prisioneiros condenados por terrorismo que foram executados este sábado na Arábia Saudita.

O presidente do Parlamento do Irã, Ali Larijani, afirmou que a execução de al-Nimr vai causar um “tumulto” na Arábia Saudita. Porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Hossein Jaberi Ansari disse que a execução de al-Nimr “apenas mostra a profundidade da imprudência e da irresponsabilidade”.

A execução ameaça aumentar as tensões sectárias entre os rivais regionais. A Arábia Saudita sunita e o Irã xiita já rivalizam hoje ao apoiar lados diferentes em guerras como a da Síria e a do Iêmen.

O irmão de Nimr al-Nimr, Mohammed al-Nimr, disse que estava chocado com a notícia. Ele afirmou que “haverá reações”, mas pediu às pessoas que adotem meios pacíficos de expressar sua raiva. O irmão declarou ainda que a família esperava poder enterrar o corpo, mas autoridades sauditas informaram à família que o corpo já havia sido enterrado e não disseram em que cemitério. A família acredita que um funeral atrairia grande número de apoiadores e manifestantes.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *