Últimas

Comparativo: Moto Maxx vs Moto X Force

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O Moto X Force chegou ao mundo como sucessor direto do Moto Maxx, adotando outro nome, mantendo algumas características e melhorando bastante o lado de dentro. A principal novidade é a presença da proteção contra quedas para a tela e, pode crer que este recurso vai salvar sua vida.

Design

Por aqui ambos os aparelhos continuam muito semelhantes, com textura de nylon balístico na parte traseira, só que no Moto X Force a malha é mais fina e aparenta ser mais resistente (não vai desfiar com tanta facilidade como ocorreu com o Maxx). O modelo novo ficou mais fino e menos curvado, o que deixou de lado parte da pegada confortável que estava presente no Moto Maxx, adotando linhas que lembram mais o Moto X de segunda geração, já que o alumínio é mais claro e visível agora. O alto-falante passou de cima para baixo e ficou estéreo, mas a posição dos falantes não ajuda no envolvimento e não cria uma experiência tão boa como a que você encontra nos aparelhos da linha Xperia. Como ficou mais resistente, com opção de couro ou nylon e ainda mais fino, o Moto X Force é o vencedor deste quesito.

Hardware

Em números as coisas mudaram por dentro. O Moto Maxx adotava um Qualcomm Snapdragon 805 quad-core de 2.7 GHz, que foi substituído por um Qualcomm MSM8994 Snapdragon 810, agora com oito núcleos sendo quatro deles rodando em 2 GHz e outros quatro em 1.5 GHz. A memória RAM continua em 3 GB e memória interna também está no mesmo patamar dos 64 GB para ambos os lados, mas a novidade é que o Moto X Force permite a expansão com um microSD de até 200 GB. A GPU passou de uma Adreno 420 e agora é uma Adreno 430. Abrindo apps do cotidiano, o Facebook, Twitter e Instagram abriram primeiro no Moto X Force, mas a diferença de tempos foi menor no Instagram e maior no Twitter. Em jogos, abri o Real Racing 3 que abriu quase que ao mesmo tempo nos dois lados, mas que carregou primeiro a pista no Moto X Force. Depois de carregar, a jogatina foi basicamente a mesma, com uma taxa de quadros por segundo muito semelhante dos dois lados. O Moto X Force ganha aqui, mas com uma margem pequena.

Câmera

Os dois smartphones utilizam câmeras de 21 megapixels, com a mesma interface de câmera e a mesma abertura de f/2.0, mas os resultados do Moto X Force tendem a ser pouco superiores – a diferença, de verdade, é pequena. O que notei olhando fotos tiradas com os dois aparelhos (você pode ver no review de cada um deles, nos links que estão lá em cima do texto) é que as cores são reproduzidas com melhor qualidade no modelo mais recente. Os dois conseguem boas fotos em ambientes escuros e também em ambientes mais claros e, por fim, uma mudança que também é bem pequena, mas que está presente, é que o Moto X Force consegue trabalhar de forma mais veloz no pós-processamento do HDR. Moto X Force ganha aqui, mas com uma margem ainda menor que no segundo quesito.

Conclusão

Sim, o Moto X Force é melhor do que o Moto Maxx em todos os pontos que abordei no comparativo, mas ele perde em um pequeno detalhe: a bateria diminuiu. A bateria era o maior carro chefe do Maxx e agora emagreceu (o que é, sempre, uma péssima ideia), passando dos 3.900mAh do Moto Maxx e indo para 3.760mAh no Moto X Force. Como a Motorola não coloca um gerenciador de energia parrudo, como o que acontece nos modelos da Microsoft e Sony, estes dois aparelhos trabalham mais com força bruta de energia do que com inteligência. Isso significa que o Maxx tem uma autonomia maior – é pequena a diferença, mas é a garantia de alguns minutos extras de carga. Em custo-benefício a diferença é enorme e o valor que é cobrado pelo Maxx bate na casa dos R$ 2,1 mil, contra R$ 3 mil do Moto X Force.

O R$ 1,1 extra não vale a diferença de desempenho, câmera e design, para justificar um upgrade de modelo. Se você não tem nenhum e a grana está mais folgada, pode ir de cabeça no Moto X Force, mas se a crise está pesada e a grana diminuiu, pode ir de Moto Maxx que a diferença dos dois modelos não é tão grande assim.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *