Espécies nativas enchem “Velho Chico” de vida durante Festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo (AL)

A fauna do rio São Francisco recebeu um reforço com espécies nativas da bacia hidrográfica na manhã de domingo, 10 de janeiro, durante a Festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo (AL). Em mais um peixamento realizado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) ao longo da bacia, foram inseridos peixes juvenis das espécies cari, pacamã, piau, curimatã-pacu, curimatá-pioa, piaba e matrinxã.

O peixamento de domingo foi realizado em três trechos do São Francisco entre os municípios de Penedo e Neópolis com o auxílio de uma balsa e, em um segundo momento, contou com a participação da população que contribuiu com a soltura de peixes na margem do rio, no Porto das Balsas de Penedo.

“Esperamos que essas espécies venham incrementar a quantidade de indivíduos da cadeia aquática e que saiam da lista de extinção, a exemplo da matrinxã, que era dada como extinta no Baixo São Francisco e que, após a realização de peixamentos da Codevasf, hoje já apresenta ocorrências na pesca artesanal”, destacou o técnico em aquicultura da Codevasf Vinicius Dias Filho, que coordenou o peixamento e atua no Centro de Integrado de Aquicultura e Recursos Pesqueiros de Itiúba (Ceraqua São Francisco) – unidade da Companhia responsável pela reprodução de alevinos nativos para as ações de revitalização e pela realização de pesquisas aplicadas em aquicultura e recursos pesqueiros em Alagoas.

“O Centro Integrado de Itiúba tem trabalhado para aumentar a variedade de espécies que trabalhamos nos peixamentos, inclusive com indivíduos vindos de outras regiões da bacia. Isso proporciona uma maior variabilidade genética, proporcionando peixes com maior resistência e com maior facilidade de se perpetuar ao longo do rio São Francisco. Sabemos que esses peixamentos são atividades muito importantes, não somente do ponto de vista ambiental, mas também social, pois várias pessoas dependem desses peixes, como a família dos pescadores e o comércio local”, afirmou Vinicius Dias Filho.

Para o secretário municipal de Agricultura de Penedo, Ricardo Góes, o peixamento realizado pela Codevasf reforça a parceria entre a Companhia e a Prefeitura de Penedo para repovoar o São Francisco durante a tradicional Festa de Bom Jesus dos Navegantes.

“Todos os anos temos essa parceria de estar repovoando o rio São Francisco na Festa de Bom Jesus. Temos essa preocupação com o meio ambiente, não há mais a piracema. A Codevasf faz também uma ação social que beneficia os pescadores para que haja geração de trabalho e renda para nossos pescadores”, disse Góes, que representou no evento o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão. “Temos um município abençoado por Deus com uma área aquícola muito grande. Esses peixamentos trazem uma condição de segurança alimentar para essa população que vive às margens do rio e de seus afluentes, tanto para Penedo como para municípios vizinhos que também em parceria com a Codevasf realizam peixamentos na Festa de Bom Jesus”, acrescentou o secretário.

O superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Luciano Chagas, foi representado no peixamento pelo engenheiro civil Luciano Moreira, assessor da Companhia. O repovoamento também contou com a presença de técnicos da Codevasf que atuam na sede em Penedo e no Centro Integrado de Itiúba em Porto Real do Colégio (AL).
 

Por Assessoria

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *