Programação do Bom Jesus: Timaia santeiro apresenta vida e obra no Ponto de Cultura Casa do Penedo

Antônio Francisco Santos, escultor, restaurador, pintor, cantor. Além do talento natural de artista, o homem preserva uma alma leve e um sorriso constante no rosto. Passando na Praça Padre Veríssimo, no Ponto de Cultura da Casa do Penedo, na casinha vermelha de grandes janelas você pode bater um papo inteligente e conhecer a obra de Timaia, que está na programação cultural da 132ª Festa de Bom Jesus dos Navegantes, e está recebendo visitantes e amigos das 8 às 17 horas.

Aos quinze anos, Timaia entrou na Escola Circulista de Arte de Penedo, organizado na época do mestre Antônio Pedro. “Foi assim, cheguei devagar e comecei talhando na madeira, moldagem, na areia, gesso. Ao longo da experiência, juntei uma boa coleção de peças. Um dia um amigo viu o conjunto e disse que levaria para Brasília, para expor. Alguns meses depois ele veio e comprou tudo. Imagine a minha surpresa e alegria”, explica.

Suas peças – um acervo de mais de 10 mil peças – criadas em quatro décadas de trabalho, estão por toda parte do mundo. “Houve épocas em que produzia até três santos por dia. Isso só era possível porque contava com a esposa Neusa e o filho, Newfrancis Santos, o único dos sete que seguiu a carreira do pai. É dele e do ex-aluno Jeorge Andrade algumas das peças em exposição presentes no Ponto de Cultura.

A proposta de retornar a Penedo para fomentar a sexta geração de santeiros foi boa, porém o desafio é grande. “Estamos vivendo um mundo relâmpago, tudo é muito rápido, todo mundo tem muita pressa. Um jovem chega aqui e pensa que vai esculpir santos em quinze dias, não é assim que funciona”, ao afirmar que atualmente são poucos alunos que procuram e aprendem o passo a passo do ofício.

A profissão é ensinada sem qualquer custo ao aluno, ele diz que recebeu o dom e a aprendizagem de graça, e tem que repassar de graça. Timaia é generoso e gosta de dar de presente suas obras. Aos 55 anos, o artista já foi premiado com diversos títulos de patrimônio imaterial, e apesar de gostar de carros velhos, adora a velocidade das corridas de jogos online. “Sou viciado em jogos online. Na internet tenho 15 anos, e adoro conversar com meus amigos virtualmente, é demais”, diz rindo.

Se você vier a Penedo, verá o trabalho cuidadoso e caprichado de Timaia em várias igrejas, a exemplo do anjo Miguel da Igreja de São Gonçalo, e da deusa da Justiça, no Fórum do município. Porém, o que vale a pena conhecer é o patrimônio, enquanto ele vive e produz intensamente.

Serviço: Exposição Timaia Santeiro

Local: Ponto de Cultura da Casa do Penedo – Praça Padre Veríssimo

Horários: Segunda a Sábado, das 8 às 17h

Entrada gratuita

 

Secom Penedo

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *