Últimas

Rio Tietê transborda após chuvas e lixo invade avenida em Salto

Grande quantidade de garrafas pet é resultado da vazão do rio.  Secretário do Meio Ambiente diz que fenômeno é ‘comum’.

 

Uma grande quantidade de lixo invadiu as ruas de Salto (SP) depois que o Rio Tietê transbordou neste fim de semana. O trecho é o mesmo que foi invadido por uma espuma cinza que tomou conta da Avenida 24 de Outubro, na Vila Teixeira, em novembro de 2015. As garrafas pet e outros dejetos são resultado da vazão do rio após as chuvas

Segundo o secretário de Meio Ambiente de Salto, João de Conti Neto, esse fenômeno ocorre quando chove muito na região Metropolitana de São Paulo. “O nível da água é elevado e, consequentemente, facilita a formação de espuma quando chega às quedas d’águas de Salto, que é o nosso principal ponto turístico.” Conti afirma que a limpeza será feita assim que a chuva passar.

O fenômeno é comum na cidade há 20 anos, segundo Conti, por conta da presença de esgotos domésticos não tratados que dificultam a decomposição de detergentes domésticos.

Em nota, a secretaria de Meio Ambiente do Estado ressalta que para resolver esse problema é necessário o tratamento do esgoto antes de ser lançado ao Tietê. Essa atribuição é dada aos municípios e às concessionárias de saneamento. Na Região Metropolitana de São Paulo é feita desde 1992 a implantação do programa de despoluição do Tietê, que visa ampliar o tratamento dos esgotos nos municípis de responsabilidade da Sabesp.

O mesmo ponto tomado pela água e pelas garrafas pet neste fim de semana foi encorberto por muita espuma no dia 30 de novembro de 2015 (foto abaixo).

Espuma cobriu ruas e pontes de Salto  (Foto: Rogério Marcelino da Cunha/TEM Você)

Espuma cobriu ruas e pontes de Salto em novembro de 2015 (Foto: Rogério Marcelino da Cunha/TEM Você)
G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *