Últimas

Secretária de Saúde reconhece problemas no abastecimento de remédios nas farmácias do Estado

População denuncia que medicamentos estão em falta há quatro meses

 

Há alguns meses, usuários tem denunciado a falta de medicamentos essenciais distribuídos gratuitamente pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). O problema no abastecimento é reconhecido pela secretária Rozângela Wyszomirska, no entanto ela reforça que remédios essenciais à vida estão sendo distribuídos normalmente.

“O problema existe, mas estamos tentando. Não é fácil. Mas, garanto que os remédios essenciais à vida, não faltam. Como por exemplo, falta um tipo de insulina, mas podemos substituir. Seria irresponsabilidade deixar faltar medicamento do tipo”, afirmou.

Denúncias dão conta de que há quatro meses, remédios de Diabetes e Alzheimer estão em falta no Centro Especializado de Assistência Farmacêutica do Estado. Questionada pela reportagem se o problema se trata de pagamento, a secretária explica a situação.

“Posso dizer que com relação aos pagamentos de 2015, está tudo em dia. Ainda existe um resquício de 2014, que estamos tentando contornar. Esse problema atrapalha, mas não vai impedir que continuemos a distribuição”, disse.

A secretária Rozângela Wyszomirska afirmou ainda, que nenhum governo consegue colocar 100% da distribuição em prática. “É quase impossível. Por um motivo ou outro, tem alguns medicamentos que são mais difíceis, outros que solicitamos e o fornecedor não manda. Não conseguimos fechar os 100%”, disse.

Por Paulo Chancey Junior

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *