Últimas

Sem salários há três meses, servidores da Educação protestam na Barra de Santo Antônio

Na manhã desta sexta-feira (08), o Sindicatos dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) organizou um ato público com professores, funcionários de escola, alunas e alunos do município de Barra de Santo Antônio, Litoral Norte de Alagoas.

Desde outubro do ano passado, os salários da educação estão atrasados no município, além do 13º que também não foi pago. O protesto começou com faixas espalhadas nas entradas da cidade. Um “cortejo fúnebre” simbólico saiu da rodovia até a fachada da Pousada Jirituba, local onde habitualmente fica despachando o prefeito Rogério Farias.

A presidente do Sinteal, Consuelo Correia, fez questionamentos sobre as verbas do município. “Ninguém tem acesso a essa folha, um documento público que mais parece uma caixa preta de avião. A educação é a mola mestra do desenvolvimento de um município, e o Rogério Farias não paga sequer o salário, quanto mais fornecer condições dignas para melhorar os índices”, disse ela.

O impasse já foi levado ao Ministério Público, que se posicionou contra a atitude do prefeito. Em seguida, uma tentativa de resolver o problema judicialmente, mas o juiz da comarca de Paripueira está protelando a decisão, prejudicando os trabalhadores.

Após diversas falas de lideranças em frente à pousada, e até mesmo dialogar com alguns turistas que chegaram ao local durante a atividade, o protesto seguiu até a prefeitura municipal, onde fez uma parada simbólica e mais críticas e denúncias. Em seguida, a caminhada foi até a câmara de vereadores, onde encerrou com o enterro simbólico do prefeito.

 

Ascom Sinteal

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *