Últimas

Adriano faz 34 anos e dá última "festa na favela" antes de voltar a jogar

Adriano está de bem com a vida. Prestes a voltar aos gramados para jogar seu futebol, o Imperador ainda arranja tempo para fazer a outra coisa que mais gosta: festejar com os amigos. E nesta quarta-feira, dia que completa 34 anos, o atacante terá aquela que será a última grande comemoração antes de partir para o novo desafio nos Estados Unidos – onde defenderá as cores do Miami United.

Ao lado dos amigos, como sempre gosta de frisar, o Imperador da Vila Cruzeiro irá comemorar mais um aniversário ao melhor estilo, em sua comunidade. A preocupação com a festa desta quarta era tanta que Adriano fez questão de pontuar o assunto desde as primeiras conversas com os representantes do time americano.

“O Adriano está muito animado com o novo desafio e sempre nos fala da vontade de poder estar aqui [Estados Unidos] logo. Mas também sempre deixou claro que gostaria de passar esse 17 de fevereiro no Rio. Como estará longe depois, ele quer poder celebrar com os amigos por perto. Ele tem que comemorar, e nós também. Estamos felizes de tê-lo conosco e saber que as coisas estão andando bem”, explicou Henrique Souza, dirigente do Miami United, e responsável por toda negociação com o atleta.

Diante das vontades do Imperador, a data de chegada em solo americano foi um pouco adiada. Apesar do acerto entre as partes anunciado no final de janeiro, Adriano será apresentado oficialmente em Miami apenas no dia 9 de março.

Adriano voltará a vestir oficialmente a camisa de um time após quase dois anos. O último clube do jogador foi o Atlético-PR, quando atuou na Copa Libertadores de 2014.

Após sondagens de times de diversas partes do mundo neste período, o Imperador fechou seu retorno aos gramados em um modelo diferente de negócio: ele acertou a compra de 40% do Miami United por cerca de 4 milhões de dólares (R$ 16,1 milhões).

Como sócio do time, Adriano terá participação em todas as receitas do Miami, além de um salário mensal de aproximadamente 10 mil dólares (R$ 40,7 mil) como jogador. Os outros 60% do clube pertencem ao presidente do United, o italiano Roberto Sacca, responsável por administrar um clube em ascensão com lucro de quase 5 milhões de dólares por ano. Torcedor da Internazionale de Milão – clube onde o Imperador fez história -, o cartola é fã do atacante e trabalhou para facilitar a negociação.

Na Flórida, Adriano terá no clube de Ronaldo, o Fort Lauderdale Strikers, o grande rival em termos de torcida – apesar de os times jogarem ligas diferentes. Os dois clubes disputam espaço no estado e a preferência dos novos torcedores.

Segundo pessoas próximas ao jogador e que participaram da negociação, Adriano escolheu o projeto na Flórida justamente pelo fato de se afastar do cenário já desgastado de sua imagem no Brasil.

Junto com ele, viajarão para os Estados Unidos o irmão Thiago, que conseguiu uma bolsa de estudos em uma universidade de Miami, e a mãe. Os amigos da comunidade da Vila Cruzeiro, no entanto, seguirão no Brasil. Restará a eles aproveitar a festa com cara despedida neste 17 de fevereiro.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *