Após vaga e acidente, Huracán estreia na Libertadores contra o Atlético Nacional

Duas semanas após se classificar à fase de grupos da Libertadores ao eliminar o Caracas, na Venezuela, e ao retornar ver a delegação sofrer um grave acidente automobilístico que gerou lesões com certa gravidade em três de seus jogadores, o Huracán volta a campo para fazer a sua estreia na fase de grupos da competição. pelo Grupo 4, os argentinos receberão o time de maior torcida do futebol colombiano, o Atlético Nacional. A partida ocorre às 21h30min no Estádio Tomás Ducó, mais conhecido como El Palácio, terá o chileno Roberto Tobar como árbitro e terá a transmissão do canal SporTV.

No acidente, o ônibus que levava a delegação para o Aeroporto de Caracas ficou sem freios e, como opção para evitar uma tragédia, o motorista jogou o veículo para uma rampa. O resultado foi que o ônibus tombou e quatro membros da delegação sofreram graves lesões.

Patricio Toranzo, um dos principais jogadores do time, teve feriadas severas no seu pé esquerdo e foi operado. Diego Mendoza, autor do gol que classificou a equipe para a fase de grupos, teve a perna toda marcada por estilhaços e uma lesão grave no calcanhar, Martin Nervo sofreu uma microfratura na coluna e o preparador físico Pablo Santella precisou operar o púbis. O Huracán, que também não terá mariano González, expulso na última partida.

Já o Atlético Nacional terá um desfalque importantíssimo. O astro Macnelly Torres está com uma contratura muscular e foi vetado. Outro que não joga é Alejandro Guerra. Cárdenas, ex-Atlético-MG, será titular.

– Temos experiência de jogar em campos difíceis, com resultados adversos e devemos levar essa experiência para os jogos da Libertadores – destacou o zagueiro Nájera, ao site oficial do Atlético.

FICHA TÉCNICA

HURACÁN (ARG) X ATLÉTICO NACIONAL (COL)

Local: Estádio Tomás Ducó, Buenos Aires (ARG)

Data-hora: 23/2/2016 – 21h30

Árbitro: Roberto Tobar (Fifa-CHI)

Auxiliares: Raul Orellana (Fifa-CHI) e José Retamal (Fifa-CHI)

HURACÁN (ARG): Marcos Díaz; José San Román, Mario Risso, Federico Mancinelli, Luciano Balbi; Mauro Bogado, Matías Fritzler; Cristian Espinoza, Daniel Montenegro, Ezequiel Miralles; Ramón Abila – Técnico: Eduardo Domínguez.

ATLÉTICO NACIONAL (COL): Franco Armani; Gilberto García, Francisco Nájera, Davinson Sánchez, Farid Díaz; Alexander Mejía, Sebastián Pérez, Sherman Cárdenas, Jonathan Copete; Orlando Berrío e Víctor Ibarbo – Técnico: Reinaldo Rueda.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *