Últimas

Apresentado, Maicon rebate problemas no Porto e não vê São Paulo em crise

Reforço do São Paulo para a sequência da temporada, o zagueiro Maicon foi apresentado nesta quinta-feira e teve que responder a muitas perguntas sobre sua saída do Porto, que o emprestou ao time tricolor até o fim de junho. O jogador negou as notícias de que tenha tido problemas no clube português, onde ficou por sete anos e chegou a ser capitão.

“Eu sempre fui respeitado e ainda sou. Aconteceram coisas que no futebol acontecem, faz parte do dia a dia. Tive sete anos no Porto de muita glória, títulos e jogos importantes. O futebol é assim. Também recebi o convite do São Paulo, coisa que eu não esperava no momento, e eu vi que era o momento ideal para dar o salto, e aceitei. Não aconteceu nada com o Porto, está tudo legal, recebi uma proposta de um grande clube e assim é o futebol. Essa é a verdade da história”, disse.

O jogador de 27 anos cometeu uma falha em um dos gols do Arouca, em derrota do Porto no último dia 7 de fevereiro, e deixou o gramado alegando uma lesão. Depois disso sua esposa atacou o departamento médico do clube português em seu Instagram e o atleta foi duramente criticado por imprensa portuguesa e ex-jogadores do Porto. Nesta quinta, o técnico do time português, José Peseiro, disse que sua ida ao São Paulo foi “o melhor para todos”.

Maicon, porém, disse que sua relação com o Porto segue amigável. “A imprensa é a imprensa, fala o que quer. Vocês não ouviram um diretor do Porto falando da minha lesão, um médico. Infelizmente aconteceram coisas que não foram muito positivas, e quando o resultado não vem, aparecem notícias que não são verdadeiras. Não tive nenhum problema com o departamento médico ou com a direção do Porto, saí de lá em paz, tudo tranquilo”.

Reforço não vê time em crise e quer ficar até fim do ano

Na opinião de Maicon, as duas derrotas em sequência para o Corinthians, no Campeonato Paulista, e o The Strongest, na Libertadores, não configuram um momento de crise no São Paulo. O zagueiro disse que o grupo tem “capacidade, caráter e vontade” para dar a volta por cima.

“Não vejo momento de crise, esse é o futebol. Se acontecesse tudo bonito, talvez vocês nem estariam aqui falando com a gente. Futebol é assim. Se a gente soubesse do resultado antes de entrar no campo seria tudo muito fácil”, afirmou ele, que também manifestou vontade de estender seu vínculo de empréstimo até o final do ano.

“Na verdade não vim para disputar só a Libertadores, vim para o Paulista e o Brasileiro. Meu objetivo é ficar até o final do Brasileiro, da temporada”.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *