Últimas

Bahia vence jogo marcado por atraso incomum e protesto contra Fonte Nova

O Bahia não teve trabalho na noite desta quinta-feira e passou fácil pelo Juazeirense na Arena Fonte Nova. Em jogo válido pela segunda rodada da Copa do Nordeste, o time tricolor contou com seu trio de frente e, com gols de Edigar Junio, Hernane Brocador e Luisinho (pênalti), venceu o adversário baiano por 3 a 1. Todos os gols tricolores foram marcados na etapa inicial.

Com o resultado, o Bahia chega a seis pontos em dois jogos na Copa do Nordeste e abre boa vantagem em relação ao Santa Cruz, segundo colocado do grupo C com três. Confiança e Juazeirense ocupam as últimas colocações da chave, com um ponto cada.

Fases do jogo: O Bahia praticamente ‘matou o jogo’ já na etapa inicial. O primeiro gol saiu aos 26min, com a participação do estreante da noite: Tinga, ex-Grêmio. Ele recebeu de Luisinho e cruzou rasteiro para o meio da área; Edigar Junio apareceu e completou de primeira. 1 a 0. Oito minutos depois, saiu o segundo, mais um do Brocador na temporada. Juninho puxou contra-ataque, a defesa do Juazeirense falhou e Luisinho achou Hernane, que recebeu de cara para o gol e finalizou forte. 2 a 0 na Fonte Nova. E ainda no primeiro tempo veio mais um, aos 42min. Luisinho invadiu a área e foi derrubado. Pênalti que ele mesmo cobrou e fez. 3 a 0.

Logo no começo do segundo tempo, Hernane deixou o campo por conta de dores no ombro. Zé Roberto entrou em seu lugar. Pouco depois, aos 17min, o Juazeirense diminuiu. Elvis tentou o passe pela direita, a bola desviou em Feijão e sobrou para Ebinho, que bateu na saída de Marcelo Lomba e diminuiu o placar. 3 a 1. Mas o Bahia não se abalou. Reagiu logo em seguida e, aos 26 e 27min, criou boas chances com Juninho e Edigar Junio. Mas ainda com dois gols de vantagem, passou a administrar a partida e nem se esforçou tanto. Já era suficiente para mais uma vitória na Copa do Nordeste.

O melhor: Feijão. Fez ótima partida, especialmente no primeiro tempo. Chegou até a ser aplaudido de pé pelos torcedores tricolores em alguns momentos do jogo.

Para lembrar:

Atrasou. O jogo começou 22 minutos depois do previsto por conta da arbitragem, que entrou em campo com um uniforme amarelo, semelhante ao do Juazeirense. Após a troca de roupa, árbitro e auxiliares voltaram dos vestiários e o confronto teve início.

Protesto. Torcedores do Bahia protestaram contra a Arena Fonte Nova. Clube e consórcio não vêm se entendendo e há até a possibilidade de rescisão – o contrato vai até abril de 2018. “Minha relação com o consórcio segue ruim”, disse o presidente Marcelo Sant’Ana em seu Twitter, na última quarta-feira.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *