"Big Brother" maltrata ainda mais o nosso já maltratado português

É de chamar a atenção os vícios linguísticos que aparecem no “BBB”, Globo, refletindo e espalhando ainda mais um pouco o muito do que hoje se fala e se ouve.

A advogada Adélia não inicia ou termina frase nenhuma sem o “tipassim” e a bela Munik não economiza no “nóis vai” ou no “eles foi”.

Aliás, escrever e falar direito poderia ser uma boa prova. Eliminatória.
 

Leia a Íntegra da coluna do Flávio Ricco

*Colaborou José Carlos Nery

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *