Últimas

Bolsa cai 2,6%, na 3ª queda seguida; só 3 das 61 ações do Ibovespa têm alta

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, teve a terceira queda seguida nesta quinta-feira (11). O índice caiu 2,62%, a 39.318,3 pontos.

Na véspera, a Bolsa havia fechado em queda de 0,53%. 

Das 61 ações que compõem o Ibovespa, apenas três fecharam em alta nesta sessão: MRV (MRVE3) subiu 1,45%, Natura (NATU3) ganhou 0,96% e Suzano (SUZB5) avançou 0,93%.

As principais quedas foram das ações da Vale, da Petrobras e dos bancos Banco do Brasil, Bradesco e Itaú Unibanco. As cinco empresas têm grande peso sobre o índice. Os papéis da Cielo –que foram os mais negociados no dia– também influenciaram o tombo da Bolsa. 

Vale, Petrobras e bancos caem

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, perderam 3,43%, a R$ 5,91. As ações preferenciais (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, recuaram 1,86%, a R$ 4,23Os papéis foram influenciados pela queda dos preços do petróleo. 

As preferenciais da Vale (VALE5) fecharam em baixa de 4,14%, a R$ 7,41. As ações ordinárias (VALE3) caíram 3,24%, a R$ 9,87

O Itaú Unibanco (ITUB4) teve baixa de 2,97%, a R$ 24,18. Os papéis do do Bradesco (BBDC4) perderam 2,58%, a R$ 19,24, e os do Banco do Brasil (BBAS3) recuram 4,6%, a R$ 13,06. 

Cielo tomba 8%

As ações da Cielo (CIEL3), que foram as mais negociadas da sessão, fecharam em queda de 7,9%, a R$ 28,10. A empresa de meios eletrônicos de pagamentos é afetada pelo noticiário sobre potencial venda de fatia da concorrente Elavon para Banco do Brasil e Bradesco, principais acionistas da Cielo.

Na véspera, duas fontes familiarizadas com o assunto afirmaram à agência de notícias Reuters que a venda da Elavon no Brasil deve envolver 100% do capital da empresa. 

Pessimismo no mercado

A Bovespa foi afetada pelo pessimismo no mercado externo. Investidores estavam preocupados com a economia global. 

No Brasil, o mercado continuava pessimista com as perspectivas para a economia e para as contas públicas. O governo adiou para março o anúncio do corte de gastos do Orçamento para tentar cumprir a meta de economizar 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto). 

Dólar sobe, mas fecha abaixo de R$ 4

No mercado de câmbio, o dólar comercial teve a terceira alta seguida, mas ainda fechou abaixo de R$ 4.

A moeda norte-americana avançou 1,23%, a R$ 3,984 na venda.

Bolsas internacionais

As principais Bolsas de Valores da Europa fecharam em forte queda nesta quinta-feira.

  • Itália: -5,63%
  • Espanha: -4,88%
  • Portugal: -4,47%
  • França: -4,05%
  • Alemanha: -2,93%
  • Inglaterra: -2,39% 

As Bolsas de Cingapura, da Coreia do Sul e de Hong Kong fecharam em queda acentuada. A Bolsa da Austrália subiu. O restante dos mercados da Ásia e do Pacífico permaneceu fechado devido ao feriado prolongado do Ano Novo.

  • Austrália: +0,95%
  • Hong Kong: -3,85%
  • Coreia do Sul: -2,93%
  • Cingapura: -1,7%
  • China, Japão e Taiwan: não operaram 

(Com Reuters) 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *