Últimas

Casos de estupros em encontros através de apps aumentaram seis vezes nos últimos cinco anos

Da Redação do site Tudocelular.com.br

De acordo com a Agência Nacional de Crime do Reino Unido (NCA), o número de pessoas que relataram casos de estupro em seu primeiro encontro com alguém que conheceu através de um aplicativo de namoro tem aumentado significativamente nos últimos cinco anos. Em 2014, a agência recebeu 184 casos de estupro, em comparação com apenas 33 que foram relatados em 2009. Isso representa um aumento de seis vezes.

Um estudo já havia mostrado que apps como o Tinder e o Grindr estão se tornando mais perigosos, com diferentes ocorrências de crimes diversos, mas dessa vez a NCA divulgou um relatório especificamente sobre casos de estupro.

Apenas no Reino Unido, existem cerca de 7 milhões de pessoas no Reino Unido cadastradas nestes apps para namoro. Com 184 relatos de estupro apenas em 2014, a NCA acredita que muitos mais incidentes ocorreram, considerando que na maioria das vezes as vítimas acabam por não registrar a ocorrência. A agência tem incentivado as vítimas a se apresentarem.

O relatório detalha estatísticas-chave que foram compiladas pela Serious Crime Analysis Section (SCAS) da NCA, e as suas principais conclusões foram:

  • As vítimas em 85% desses crimes eram do sexo feminino, 15% eram do sexo masculino.
  • 42% das vítimas do sexo feminino são da faixa etária dos 20-29 anos, enquanto que 24% estão entre os 40-49 anos.
  • 25% das vítimas do sexo masculino são da idade de 15-19 anos.
  • Em 43% dos casos, o primeiro encontro pessoal entre a vítima e o agressor aconteceu dentro de uma semana do seu contato inicial online.
  • Em 41% dos casos, a vítima e o agressor tiveram o encontro em uma residência.
  • 72% dos crimes foram cometidos na residência das vítimas ou dos agressores.
  • A maioria dos criminosos – 51% – não têm uma condenação anterior.

O relatório destaca que os infratores têm uma expectativa de atividade sexual no primeiro encontro pessoal, e quando essas expectativas não são as mesmas das vítimas, eles cometem o crime. Para ajudar a reduzir o risco de estupros, o NCA preconiza a utilização de um ‘plano de encontro’, que leva em considerações o local, hora e duração, bem como especificar as expectativas de ambas partes envolvidas antes do encontro, a fim de deixar claras as intenções de cada um.

A última parte da recomendação não prevê, no entanto, que uma das partes pode mudar de ideia quanto às suas expectativas durante o encontro, o que obviamente não justifica que a outra parte cometa um abuso.

Apesar da má notícia para os usuários das plataformas de encontros on-line, a Agência Nacional de Crime do Reino Unido diz que essas plataformas “oferecem oportunidades relativamente seguras e positivas para as pessoas de encontrarem parceiros em potencial.”

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *