Últimas

Cibercriminosos podem usar agências de turismo para chegar às vítimas

Uma pesquisa da provedora de dados Return Path indica que agências de turismo podem ser o novo “trampolim” usado por cibercriminosos para alcançar suas vítimas na web. De acordo com o estudo, apenas 24% das 46 principais empresas globais de viagens possuem algum tipo de proteção contra ataques de hackers.

Isso torna muitas dessas agências um alvo fácil para ataques de phishing e spoofing visando dados e informações sigilosas de clientes. Um outro estudo da mesma Return Path indica que 97% dos usuários não sabe diferenciar um e-mail verdadeiro de um infectado por vírus ou outro tipo de fraude, o que corrobora a preocupação.

Ainda de acordo com a Return Path, em 2015, 180 milhões de pessoas visitaram mensalmente sites de viagens em todo o mundo. Além de um imenso banco de dados de vítimas em potencial, agências de viagens desprotegidas também podem oferecer a cibercriminosos a chance de vender passagens aéreas falsas pelo dobro do preço.

“É fundamental que empresas de todos os setores se conscientizem sobre a necessidade de proteger sua marca, reputação e informações confidenciais dos clientes, principalmente dados bancários”, diz Pablo Dewes, consultor em segurança de e-mail da Return Path. “Insistimos que a melhor solução contra o cibercrime é que empresas impeçam, de maneira proativa, que mensagens falsas cheguem à caixa de entrada dos destinatários”, completa.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *