Últimas

Cievs/AL descarta 79 casos suspeitos de microcefalia em Alagoas

Após a realização de tomografias computadorizadas em 129 dos 209 bebês notificados com suspeita de microcefalia, o Centro de Informação Estratégica em Vigilância em Saúde de Alagoas (Cievs/AL) já descartou 79 casos. Entre as crianças que já foram submetidas aos exames entre 17 de dezembro de 2015 a 17 de fevereiro deste ano, 38 tiveram a confirmação da anomalia e outras 12 aguardam a conclusão dos laudos.

Para confirmar ou descartar a ocorrência de microcefalia nos bebês notificados pelos municípios para investigação, a Gerência de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) agendou os exames no Hospital Geral do Estado (HGE). Em seguida, as Secretarias Municipais de Saúde foram notificadas para transportar os bebês das cidades de origem até Maceió, uma vez que, de segunda a sexta-feira, são disponibilizados 12 exames diários.

No caso dos bebês cujo laudo da tomografia computadorizada é normal, é agendada consulta com um médico pediatra. Já para àqueles que o laudo do exame atestou a microcefalia, é marcada uma consulta com um neuropediatra, que realiza uma avaliação complementar e encaminha o bebê para o processo de estimulação precoce. Esse trâmite, segundo a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, está preconizado no Protocolo Clínico de Microcefalia do Estado, apresentado às Coordenações de Atenção Básica e de Vigilância Epidemiológica dos municípios, durante reuniões realizadas nos últimos dias 3, 4 e 5 de fevereiro.

“A Sesau está prestando toda a assistência necessária aos municípios e disponibilizando as tomografias computadorizadas para confirmar ou descartar os casos notificados como suspeitos pelos municípios. É necessário, no entanto, que as Secretarias Municipais de Saúde cumpram o cronograma de agendamento dos exames, porque se faz necessário concluir o diagnóstico para iniciar a estimulação precoce dos bebês que apresentarem microcefalia, assegurando que os danos ao desenvolvimento dessas crianças seja o menor possível”, salientou Rozangela Wyszomirska.

Estimulação Precoce – A secretária de Estado da Saúde informou que, até o início de março, a Sesau estará capacitando os técnicos municipais sobre estimulação precoce para bebês com microcefalia. O treinamento será voltado para os profissionais dos Núcleos de Assistência à Saúde da Família (NASFs) e aos enfermeiros do Programa Saúde da Família (PSF), que têm a atribuição de realizar a estimulação precoce.

Por: 7 Segundos

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *