Últimas

Com golaço e virada, Atlético Mineiro bate Melgar na estreia na Libertadores

Arequipa (Peru), 17 fev (EFE).- O Atlético Mineiro fez o futebol brasileiro desencantar na fase de grupos da Taça Libertadores, ao vencer nesta quarta-feira, fora de casa, o Melgar, do Peru, por 2 a 1, no pontapé inicial do grupo 5.

O meia-atacante colombiano Omar Fernández, após bobeada da defesa alvi-negra, abriu o marcador aos 14 minutos do primeiro tempo. Ainda antes do intervalo, aos 20, Rafael Carioca fez um golaço, em chute de fora da área, e, aos 38, Patric virou.

Antes do Galo, Palmeiras e São Paulo foram outros brasileiros em campo nesta etapa da competição, o primeiro empatando com o River Plate, do Uruguai, em 2 a 2, ontem, e o segundo caindo diante o The Strongest, da Bolívia, por 1 a 0, em pleno Pacaembu.

Amanhã, o grupo 5 da Libertadores terá sequência com o duelo enre Independiente del Valle e Colo-Colo, em Sangolquí. Na próxima quarta-feira, o Galo voltará a campo para encarar o time equatoriano, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

O campeão da Libertadores em 2013 veio para o jogo com quarteto ofensivo bastante modificado, com relação a temporada passada. O lateral-direito Patric atuou improvisado no setor, Luan foi deslocado para o centro e Hyuri ficou pela esquerda, os três com missão de municiar o argentino Lucas Pratto.

A formação utilizada pelo técnico uruguaio Diego Aguirre, nos primeiros minutos, pelo menos, funcionou. Logo aos 4 da etapa inicial, Marcos Rocha acertou belo lançamento para Hyuri, que bateu de primeira. A bola bateu em defensor do Melgar e saiu pela linha de fundo.

Aos 14, os donos da casa abriram o placar, em bobeada da zaga, com Léo Silva errando no corte do cruzamento e após a finalização de Cuesta, se redimindo e salvando em cima da linha. O defensor, no entanto, escorregou e deixou Omar Fernández pegar o rebote e marcar.

O Galo tentou responder rápido e teve ótima chance aos 18, quando Patric apareceu livre, após cruzamento da direita, mas na hora de finalizar, tentou dar um toque mais leve na bola, que acabou saindo por cima do gol de Ferreyra.

Dois minutos depois veio o empate, e com grande estilo. Rafael Carioca recebeu no lado esquerdo da intermediária do Melgar e disparou um foguete de perna direita, indefensável para o goleiro adversário, que só teve que buscar a bola no fundo das redes.

O gol deu total tranquilidade ao Galo, que passou a dominar a partida de maneira soberana. Aos 38, o contestado Patric teve nova oportunidade, após receber passe de Luan, deixou goleiro e defensor para trás, e virou o marcador da partida.

Na etapa complementar, o Atlético seguiu dominando o confronto. Aos 15 minutos, Pratto recebeu na entrada da área e encheu o pé, de perna direita, acertando o travessão. O argentino ainda brigou, para tentar marcar no rebote, tocou na bola, mas ela saiu pela linha de fundo, desviada por um defensor.

O Melgar, de olho em recuperar ao menos um ponto dentro de seus domínios, assustou aos 28, quando o zagueiro Quina cobrou falta da entrada da área, obrigando Victor a se esticar para fazer a defesa e jogar a bola pela linha de fundo.

Nos minutos finais, nitidamente, o Atlético sentiu o peso da altitude de 2300 metros, assim como o início da temporada, e teve dificuldades para acompanhar o ritmo do Melgar, que fez de tudo para pressionar, apesar das limitações técnicas.

Bravamente, o time mineiro mostrou toda a força que já demonstrou outras vezes na competição continental, se segurou mesmo estando no limite e garantiu os primeiros três pontos, além da primeira vitória do Brasil na fase de grupos da competição continental.

Ficha técnica:.

Melgar: Ferreyra; Quina, Villamarín e Bolaños; Santamaría (Estrada), Arismendi, Leudo, Arías Tuesta (Sanchéz), Omar Fernández e Zúñiga (José Fernández); Cuesta. Técnico: Juan Reynoso.

Atlético Mineiro: Victor; Marcos Rocha, Erazo, Leonardo Silva e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca (Eduardo), Patric, Luan (Dodô) e Hyuri (Lucas Cândido); Pratto. Treinador: Diego Aguirre.

Árbitro: Wilson Lamouroux (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Wilmar Navarro e Alexander Leon.

Gols: Omar Fernández (Melgar); Rafael Carioca e Patric (Atlético Mineiro).

Cartões amarelos: Santamaría e Quina (Melgar); Hyuri e Leandro Donizete (Atlético Mineiro).

Estádio: Monumental de la UNSA, em Arequipa (Peru).

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *