Últimas

Concurso do IBGE terá 69 vagas para Pernambuco

Em Pernambuco, novo certamente do IBGE oferecerá 69 vagas para três cargos diferentes. Foto: Gustavo Moreno/CB
Em Pernambuco, novo certamente do IBGE oferecerá 69 vagas para três cargos diferentes. Foto: Gustavo Moreno/CB

Menos de um mês depois de lançar um concurso público com 140 oportunidades fixas, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu novo edital, desta vez, para empregados temporários. Serão 1.409 vagas em processo seletivo simplificado para o Censo Agropecuário 2016. Deste total, 69 chances são exclusivamente para o estado de Pernambuco.Segundo edital, as vagas para Pernambuco estão distribuídas de seguinte forma: cinco para analista censitário, no Recife, com formação nas áreas de engenharias agronômica, cartográfica e gestão e infraestrutura, e uma para jornalista, com formação em Comunicação Social. Na função de agente censitário administrativo, as chances somam 40 vagas para o Recife com formação em várias áreas.

As demais 23 oportunidades são direcionadas ao cargo de agente censitário regional, com lotação nas cidades de Araripina, Belém de São Francisco, Belo Jardim, Bezerros, Bom Conselho, Buíque Caruaru, Catende, Cupira, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Ouricuri, Paudalho, Pesqueira, Petrolândia, Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria da Boa Vista, São João, São José do Egito, Surubim e Vitória de Santo Antão. Confira aqui o edital completo.

Do total de postos da seleção, 700 são para a função de agente censitário administrativo, com contrato de até 22 meses e remuneração de R$ 1.560; para agente censitário regional, o vencimento é de R$ 3 mil e a validade do trabalho é de 16 meses; no caso de analista censitário (em que há 22 áreas de atuação), são 31 meses de validade e salário de R$ 7.166 (confira os pré-requisitos para cada cargo em Exigências). Contratados receberão auxílio-alimentação e transporte, assim como férias e 13º salário proporcionais.

Brasília concentra 12 vagas: duas para analista censitário (uma para engenharia agronômica e outra para gestão em infraestrutura) e 10 para o cargo de agente censitário administrativo. O restante das oportunidades está espalhada por 459 municípios de 24 estados. A Fundação Cesgranrio aplicará provas objetivas com 60 questões de múltipla escolha para todos os cargos. Candidatos ao posto de analista censitário (exceto na área de conhecimentos de métodos quantitativos) farão 15 de língua portuguesa, 10 de raciocínio lógico quantitativo e 35 de conhecimentos específicos. Para a função de agente censitário regional, os conteúdos a serem abordados são português (20), noções de administração e situações gerenciais (30) e raciocínio lógico (10). No caso de agente censitário administrativo, a prova será composta por perguntas de língua portuguesa (20), noções de administração (30) e raciocínio lógico (10).

Preparação

O conteúdo de administração e situações gerenciais é o de maior peso na prova de agente censitário regional. O professor dessa disciplina no Alub Concursos Willian Couto alerta que o tema é subjetivo, mas, com um bom planejamento, em três meses, o candidato estará apto a fazer a prova. “O estudante deve focar em critérios e indicadores de desempenho; no caso, eficiência, eficácia e efetividade”, diz. “Funções administrativas, processo decisório e trabalho em equipe são outros assuntos que costumam cair.”

O professor de informática do IMP concurso Deodato Neto acredita que, para se sair bem na prova de analista censitário na área de análise de sistemas /suporte à comunicação e à rede, é preciso estudar provas anteriores da banca. “Não adianta ter prática no dia a dia e não ter noção da teoria”, alerta. Ele indica que o candidato preste a atenção à parte de redes. “Dentro desse assunto, há vários tópicos importantes, como protocolo de controle de transmissão/protocolo de internet (TCP/IP), topologias de rede e arquitetura de fundamentos.”

Suzele Veloso, professora de direito administrativo do Gran Cursos, indica que os concurseiros estudem as espécies de atos administrativos. “É um conteúdo vasto e merece uma dedicação a mais.” A professora também fala sobre a organização dos estudos. “É possível ter uma base do conteúdo em 15 dias; a partir daí, o estudante está pronto para a resolução de exercícios”, observa. Com relação à preparação para o concurso como um todo, ela indica bom senso para não extrapolar e se prejudicar. “Não é necessário estudar oito horas por dia, pois, geralmente, as pessoas não conseguem assimilar o conteúdo depois de algum tempo. De três horas e meia a quatro horas são suficientes”, acrescenta.

Processo Seletivo Simplificado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Inscrições: até 22 de fevereiro pelo site www.cesgranrio.org.br
Taxas: R$ 35 (agente censitário administrativo), R$ 50 (agente censitário regional) e R$ 120 (analista censitário)
Vagas: 1.409 vagas
Salários: R$ 1.560 (agente censitário administrativo), R$ 3 mil (agente censitário regional) e R$ 7.166 (analista censitário)
Prova objetiva: 22 de maio
Locais de prova: 459 municípios

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *