Conheça 20 projetos ambiciosos do Google

Nos últimos anos, os projetos pouco convencionais e diversos do Google fizeram com que a empresa tivesse que se desmembrar em outras companhias, gerando o “conglomerado” Alphabet. Da internet de alta velocidade aos dispositivos que querem prolongar a vida das pessoas, listamos 20 ideias ambiciosas da empresa. Confira: 

1. Google Fiber
O objetivo do Google Fiber é fornecer ao consumidor uma internet de alta velocidade aliada a 150 canais de TV. O usuário recebe uma velocidade de até 1 gigabit por segundo e pode controlar os dispositivos usando seu smartphone (Android ou iOS) como controle remoto. Atualmente, apenas algumas cidades dos Estados Unidos desfrutam do serviço.

2. Nest
O Nest é um dos grandes passos do Google no setor de dispositivos conectados e casas inteligentes. O termostato consegue aprender os gostos e comportamentos de cada pessoa da residência e ajusta a temperatura de acordo com a preferência. É possível ainda definir modos de economia de enrgia e controlar as configurações via app. O Nest também funciona como uma câmera de segurança e um detector de incêndios.

3. Carros autônomos
Um dos projetos mais comentados do Google, a divisão de carros autônomos, atualmente sob o controle do Google X, deve se tornar em breve uma empresa separada. Uma pesquisa divulgada recentemente pela consultoria Juniper Research mostra que há grandes chances de o Google ser a primeira empresa a lançar um carro autônomo no mercado.

4. Drones de entrega
O Google quer substituir o correio e os serviços de entrega por drones. Uma patente concedida recentemente mostra como o processo deve funcionar: depois de sair do local de estoque, o drone sobrevoaria a região até chegar ao destino. Lá, em um espaço delimitado, o dispositivo pousaria e deixaria o pacote. A ideia é levar a tecnologia ao consumidor a partir do ano que vem.

5. Lentes de contato inteligentes
Já falamos delas aqui. As lentes de contato desenvolvidas pela Alphabet tem como objetivo recolher informações sobre o estado de saúde do paciente. Sensores incorporados nas lentes, que são movidas a energia solar, recolhem dados como temperatura corporal e conteúdo de álcool no sangue. O dispositivo também mede os níveis de açúcar nas lágrimas.

6. Neutralizar a doença de Parkinson
O Google criou um conjunto de talheres que permite que pessoas que sofrem de tremores devido à doença de Parkinson comam sem derrubar a comida. De acordo com os desenvolvedores, os talheres reduzem em até 76% os tremores.

7. Energia renovável
Antes de se tornar Alphabet, o Google comprou uma empresa que fabrica um dispositivo chamado “pipa de energia”, capaz de criar energia renovável. O aparelho é semelhante a uma pipa, equipado com rotores que usam o vento para criar energia. De acordo com a empresa, o sistema gera 50% mais energia do que as turbinas tradicionais e usa 90% menos materiais.

8. Balões de internet
O projeto Loon também é bastante famoso. Com ele, o Google pretende levar conexão a locais remotos do planeta. O projeto, em desenvolvimento desde 2011, está em fase de testes.

9. Pílula que detecta células cancerosas
O Google também trabalha em pílulas magnéticas que procuram por sinais de câncer e outras doenças no corpo humano. O desenvolvimento da ideia deve demorar, pelo menos, mais 4 anos para sair do papel.

11. Pulseira de saúde
A empresa está desenvolvendo uma pulseira inteligente capaz de medir a saúde, pulsação e temperatura do paciente. Mas, ao contrário dos dispositivos que já existem no mercado, esse seria utilizado para exames clínicos.

11. Drones de internet
Além dos balões do projeto Loon, o Google pretende usar os drones para levar internet a locais de difícil acesso. Os drones são construídos para voar sem parar por anos, já que se recarrega com energia solar. Eles também podem tirar fotos.

12. Robôs
A Alphabet tem uma série de projetos de robótica, incluindo o desenvolvimento do robô mais rápido do mundo, projetado para uso militar, que pode chegar a 46,6 km/h.

13. Wi-Fi gratuito em Nova York
O Google está financiando o Wi-Fi gratuito na cidade de Nova York. O projeto, chamado LinkNYC, converte telefones públicos antigos em hotspots Wi-Fi e bases de carregamento USB.

14. Detectar o câncer
Um dos estudos conduzidos pelo Google X é o mapeamento genético de 175 pessoas, com o objetivo de encontrar meios de detectar doenças cardiovasculares e o câncer mais cedo, podendo desenvolver “medicamentos de prevenção” no lugar de um tratamento propriamente dito.

15. Baterias que durem mais
Reclamação da maior parte dos donos de smartphone do mundo, a duração da bateria é um dos problemas que o Google quer resolver. No Google X, atualmente, 4 pessoas trabalham exclusivamente neste probjeto. Em 2013, o atual CEO da Alphabet, Larry Page, classificou a vida da bateria como um “enorme problema” e afirmou que pretende melhorar essa experiência.

16. Armazenamento de DNA
Já pensou em armazenar seu genoma na nuvem por US$ 25? O objetivo do Google com a proposta é recolher milhares de informações para usar em pesquisas. O sistema pode ajudar, por exemplo, a encontrar informações sobre doenças e tratamentos, além da realização de experiências virtuais.

17. “Curar” a morte
O Google não quer que você morra. Através da Calico, a empresa tem trabalhado em pesquisas para estenter o tempo médio de vida das pessoas. Para isso, os pesquisadores têm trabalhado em conjunto com companhias especializadas para analisar o DNA de pessoas que vivem muito, em busca de pistas sobre o segredo da longevidade.

18. Inteligência artificial
A DeepMind, a empresa de pesquisa de inteligência artificial da Alphabet, tem trabalhado para aprimorar sua tecnologia de inteligência artificial. Recentemente, o sistema do Google conseguiu bater um humano em um jogo complexo pela primeira vez. Ele consegue ainda aprender a jogar 2,6 mil jogos do Atari sem quaisquer instruções, além de se sair muito bem em labirintos.

19. Realidade virtual
Apontada por especialistas como a grande promessa para os próximos anos, a realidade virtual é uma das áreas que tem interessado a Alphabet. Em janeiro desse ano, a empresa abriu uma divisão para trabalhar no setor. Rumores apontam que a companhia quer lançar um novo dispositivo de realidade virtual, mais sofisticado do que o Cardboard.

20. Controle de objetos com a mente
O projeto Soli usa ondas de radar para detectar os movimentos dos dedos do usuário, o que pode permitir controlar objetos ou usar o smartphone sem encostar neles. O projeto está sob responsabilidade da ATAP, divisão de projetos de tecnologia avançada do Google.

Via BusinessInsider

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *