Conheça o novo formato de streaming que carrega instantaneamente no celular

O principal problema do streaming por 3G, 4G ou mesmo Wi-Fi é a instabilidade da transmissão. Afinal, não é raro que um usuário tenha sua série na Netflix interrompida ou seu vídeo no YouTube suspenso quando precisa compartilhar a rede com muitos outros dispositivos – ou apenas por conta de um sinal fraco. Uma tecnologia testada pela primeira vez nesta sexta-feira, 19, no Brasil, pode mudar essa realidade.

É a proposta do LTE Broadcast, um sistema experimental trazido ao Brasil pelas operadoras Claro e NET, em parceria com a Ericsson, Qualcomm e Samsung. O sistema faz a transmissão em alta velocidade de dados em massa para um grande grupo de usuários sem correr o risco de sobrecarregar.

A tecnologia usada atualmente pelas provedoras de internet transmite os dados individualmente para cada dispositivo ligado a uma determinada antena (no caso de uma rede móvel). Sendo assim, num local de grande concentração de pessoas, como um jogo de futebol, é difícil manter-se conectado o tempo todo e em alta velocidade, já que muita gente está consumindo muita banda ao mesmo tempo.

Com o LTE Broadcast, isso não acontece. Um estádio cheio com centenas de pessoas, por exemplo, pode compartilhar uma mesma rede de alta velocidade sem sobrecargas, travamentos ou lentidão no streaming. Na demonstração realizada pela Claro, uma partida do torneio de tênis Rio Open foi transmitida em tempo real para todos os jornalistas e convidados presentes no evento. Tudo em alta definição e sem interrupções.

Por ora, o projeto ainda está em fase piloto, mas as empresas envolvidas garantem que a tecnologia só depende da aceitação do mercado para se popularizar. Os processadores Snapdragon, da Qualcomm, assim como o Exynos da Samsung, já estão prontos para receber o LTE Broadcast, dependendo apenas de uma atualização de software.

Assim como outros formatos de rede móvel, cabe às fabricantes decidir quando e como incluir o sistema em seus produtos. Assim como o Moto G 2014, da Motorola, tem versões em 4G e 3G, por exemplo, encontrar smartphones com LTE Broadcast será responsabilidade das marcas.

Na demonstração conferida pelo Olhar Digital, a tecnologia foi apresentada com um aplicativo desenvolvido pela Movile em parceria com a Claro. O app oferecia até quatro câmeras simultâneas a partir de uma transmissão feita a poucos metros dali, no Jockey Club carioca, onde é realizado o Rio Open. Não houve lentidão, apesar de um pequeno atraso na recepção da imagem em comparação com a transmissão da TV à cabo, por exemplo.

Reprodução

A Claro diz que não há limite para a qualidade da imagem, mas que esta será determinada pelo plano de dados adquirido pelo cliente. Mesmo que esteja disponível apenas pela Claro e NET em um primeiro momento, nada impede que outras operadoras também ofereçam o sistema num futuro próximo. Não será necessário adquirir nenhuma nova peça de hardware para fazer o celular captar o sinal LTE Broadcast.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *